Você sabe onde está seu público alvo?

Mal visto entre muitos pelo número de ofertas recebidas por dia em sua caixa de email, o email marketing é uma solução que não deve ser tratada de forma banal. Fundamental para promover uma oferta, produto, serviço ou empresa, essas mensagens trazem oportunidades realmente vantajosas para que os recebe. Mas, será que o destinatário realmente tem o perfil para receber essa comunicação?

O mau uso da ferramenta por alguns profissionais prejudicam a atuação da comunicação com o cliente. Imagine só uma dona de casa que recebe ofertas de equipamentos para acampamento? Funciona? Não!

Antes de qualquer ação, seja ela off line ou on line é importante que o público esteja realmente definido, e isso quer dizer identificar os potenciais clientes , e que realmente irão se interessar na mensagem que a campanha transmite. Criar uma campanha de email marketing é tarefa árdua que deve ser levada a sério!

Em meus 17 anos de mercado já me deparei com diversos profissionais equivocados na definição de público alvo e que responsabilizou o banco de dados pela baixa resposta da campanha. De nada adianta milhares de contatos desinteressados.

Defina! Sua ação é para clientes ativos, inativos, potenciais clientes, massa? Com o direcionamento determinado é hora de buscar o banco de dados certo. Se for uma ação para clientes ativos ou inativos, acesse seu sistema e busque esses nomes. Potenciais clientes? Procure uma empresa idônea de banco de dados. Ainda existem dúvidas? O banco de dados não está filtrado? Procure um profissional. É muito mais vantajoso investir previamente para o sucesso da comunicação do que economizar e não atingir a expectativa da campanha.

Quantos emails marketing ou mala direta você recebe por dia? Quantos lê? Quais realmente farão diferença? Pense nisso! Você é o remetente, mas também é o destinatário.

autor: Marcos Alex Rodrigues
fonte: http://www.adnews.com.br

3 Comentários

  1. Utilizamos fortemente o email como ferramenta para nos comunicar com os clientes. O custo é irrisorio sem duvida, porem a publicidade massiva e sem muito foco que nos deparamos diariamente faz com que o email acabe se tornando uma ferramenta ineficiente.

    Eh muito comum nossas mensagens avisando de alguma atualizacao de sistema, ou avisando da cobranca do mes serem perdidas nas caixas cada vez mais lotadas e menos gerenciadas dos clientes.

    Como meta, ate o final de 2012, vamos eliminar completamente o uso de email para a comunicacao que seja mais importante e usar o email apenas para comunicacoes que nao sejam prioritarias ou que nao venham a fazer diferenca se forem ou não lidos. Infelizmente esse eh o efeito colateral da enxurrada de informacoes que os clientes são abarrotados diariamente. Lamentavel.

  2. OI,

    Concordo com o comentário anterior, tem dias que só em publicidade que não serve para mim, recebo mais de 10 emails e acaba sendo desnecessario para a marca o envio desse email visto que eu vou apagar sem ler. Outra coisa que já me está acontecendo é que tem marcas que enviam mais q um email por dia de publicidade e quando isso acontece começo a achar demasiado e acabo não prestando atenção.

  3. Fiquei pensando em seu artigo e concordo com voçê, porque recebo diáriamente emails de publicidade que nem abro, porque se referem a coisas e artigos que não pretendo comprar e nada têm a ver comigo, acho que em termos comerciais nos dias que correm e com a crise instalada a maioria das empresas envia publicidade para massas sem se preocupar em enviar com qualidade…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *