A força da comunicação interna e sua visão estratégica

A comunicação interna tem importância crucial para o desenvolvimento de um quadro de referência comum a todos os trabalhadores do que é a empresa e, conseqüentemente, na consolidação da identidade da organização. Ela não pode ser reduzida a um conjunto de canais através dos quais circula informação, mas deve antes ser entendida como um sistema de interações onde emissor e receptor se influenciam e partilham significados simbólicos. É através da comunicação dirigida para os funcionários e colaboradores de todos os níveis em uma organização, que a imagem da empresa será transmitida ao mercado, pois são os próprios funcionários que carregam esta imagem para fora da empresa.

Newsletter

Se você deseja receber as novidades do IFDBlog por email, insira o seu logo abaixo:
 

É através desta partilha de significados, em termos interpessoais, grupais e orga-nizacionais, que se desenvolve nos empregados o conceito do que é a empresa, o qual serve de referência para o seu comportamento.

Uma empresa comunica-se de forma perfeita quando os empregados comunicam-se de maneira contínua e informal com os escalões superiores, inferiores e do mesmo nível, e quando todos contam a mesma história para os clientes, acionis-tas, governo, fornecedores, sociedade etc.

Para tal é importante desenvolver nos profissionais da organização, e sobretudo no responsável pela comunicação interna, algumas habilidades e características importantes como:

* Desenvolver constantemente as habilidades de ouvir, falar e escrever
* Ter informações atualizadas sobre o mercado e as atividades internas que estão sendo realizadas
* Desenvolver network fornecendo e buscando feedback
* Usar linguagem adequada a cada público de interesse na comunicação
* Participar a todos que fazem parte das ações de marketing o porque de uma decisão, como será realizada, quando e etc.

Uma gestão da comunicação que assente na divulgação da missão, cultura e pro-jeto de empresa, respeitando as diferenças individuais e maximizando as relações comunicacionais existentes, concede à comunicação interna um papel estratégico para atrair, reter e desenvolver os recursos humanos nas organizações.

Uma comunicação interna eficaz é aquela que vê a comunicação como um com-portamento de pôr em comum um sistema interativo simbólico, em que o sistema de trocas entre os intervenientes pressupõe um significado partilhado e o respeito pelas diferenças individuais e não como um sistema de informação.
Por outro lado, uma relação de comunicação assente no pressuposto Eu fornece-dor, você cliente, generalizada por todos os sujeitos na empresa, permite uma o-timização do ato de pôr em comum.

A gestão das relações de comunicação ascendente, descendente, horizontal, nos seus diversos contextos, baseados na missão, valores, padrões de comportamen-to e princípios operativos da empresa, torna-se indispensável para atrair, reter e desenvolver as pessoas nas organizações. E para que a comunicação interna seja eficiente e alcance seus objetivos, é impor-tante saber para quem estaremos dirigindo a mensagem e ter responsáveis para alinhar esta atividade, selecionando a melhor estratégia a ser adotada e os canais mais apropriados para que a comunicação chegue ao receptor com clareza e sem possíveis ruídos.

Atualmente, nas empresas, temos notado uma tendência a usarem veículos de comunicação como intranet, e-mail, missão, valores, jornais e publicações inter-nas, rádio interno, cartazes e folhetos, treinamentos, reuniões, por atingir todos os níveis da empresa, com um custo relativamente baixo e por apresentarem uma boa eficiência quando empregados corretamente.

Uma vez estabelecidos e implantados os veículos de comunicação interna, é pre-ciso que se avalie constantemente o benefício trazido por eles, para se ter um fe-edback, para posterior re-direcionamento da comunicação de forma mais benéfica para a organização.

fonte: allameda
autor: Luiz Claudio Zenone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *