Você é um Full Stack Marketer?

Não sei se foi porque fiz Publicidade e Propaganda com ênfase em Marketing que me levou a perceber desde esta época, e estamos falando de exatos 19 anos atrás, que um bom profissional, um completo, tem que saber um pouco de tudo – inclusive de coisas que “esbarram” na sua área. Pode em certo momento se aprofundar no que mais se identifica, mas saber um pouco de tudo eu sempre achei necessário. Às vezes, você não precisa ser um especialista – você pode ser apenas alguém que é flexível o suficiente para “surfar” entre disciplinas e trazer as forças de todos.

O termo full stack é muito comum nas comunidades de desenvolvedores, provavelmente você já viu em algum lugar o cargo full-stack developer.

Full (completo) + Stack (Pilha)

Full Stack Marketer são profissionais de marketing que têm conhecimento e experiência em todos os aspectos do marketing, desde mídias sociais e vídeos até a experiência do usuário e o conteúdo. É preciso muita dedicação e aprendizado consistente para se tornar um, e muitas vezes é difícil encontrar alguém que tenha essa ampla gama de conhecimentos.

Então, se você sempre quis aprimorar suas habilidades de marketing, saber quais são os prós e contras de um profissional de marketing completo, ou se perguntou por que se incomodou em contratar um não-especialista em primeiro lugar, continue lendo este post.

O que é um Full Stack Marketer?

Um Full Stack Marketer é alguém com experiência e conhecimento que abrange toda a “pilha” (stack) de marketing. Eles podem se especializar em uma determinada disciplina, mas devem ser capazes de entender e trabalhar com qualquer projeto para o qual estejam designados.

Agora, é importante notar que “full stack” não significa que eles saibam tudo.

Pelo contrário, é geralmente um termo reservado para aqueles que têm alguma experiência com tudo o que é relevante para as suas operações, mas que não é necessariamente um mestre de nenhum deles.

Isso geralmente significa que eles têm uma base em:

  • Writing/storytelling
  • Blogging
  • Pesquisa
  • Mídia Social
  • Relações Públicas
  • Coleta / gerenciamento de dados ( teste A/B, etc)
  • Análise de relatórios
  • Otimização de Landing Page
  • Otimização CTA
  • Growth hacking
  • Design/Experiência do Usuário
  • Branding/posicionamento
  • Copywriting
  • Suporte ao cliente
  • HTML (principalmente para WordPress)
  • Funil de marketing
  • Marketing de conteúdo
  • Video marketing
  • Email marketing
  • Mobile marketing (loja de aplicativos, etc)
  • Marketing Pago (PPC, etc)
  • e por aí vai…

Basicamente, é alguém que pode se adaptar ao que a situação exige sem ter que aprender o básico de uma disciplina ou toda a técnica. Isso tende a resultar em funcionários extremamente flexíveis que podem saltar entre projetos e equipes sem muitos problemas.

Por que você deveria se importar?

Os Full Stack Marketer são o ápice do “pau para toda obra, mestre de ninguém”.

Em equipes menores, essa amplitude de experiência pode até resultar em um profissional de marketing desempenhando várias funções de uma só vez devido à falta de um especialista. Não há sentido em contratar um profissional de marketing dedicado se precisar de alguns clipes curtos para sua base de conhecimento.

Essa vantagem também desmente a falha principal destes profissionais – a amplitude da experiência não equivale à profundidade ou à qualidade do conhecimento. Eles podem conhecer os fundamentos do marketing de vídeo, mas há poucas chances de que eles possam executar uma campanha bem-sucedida do começo ao fim.

Isso não quer dizer que um full stack marketer também não possa se especializar em um determinado campo. De fato, ter um conhecimento básico de tudo relacionado ao seu campo principal pode melhorar suas operações e inspirá-los a trabalhar melhor e mais harmoniosamente com outras equipes.

Por exemplo, alguém que é excelente em copywriting, mas péssimo em SEO, precisaria que seu trabalho fosse editado para acomodar uma determinada palavra-chave. Um full stack marketer especializado em copywriting seria capaz de produzir uma qualidade de escrita semelhante, mas poderia trabalhar a estratégia de palavras-chave e otimização naturalmente em seu trabalho.

É praticamente impossível dizer se os full stack marketers têm prós e contras sólidos em comparação com os trabalhadores mais especializados, pois isso depende inteiramente do projeto em mãos, da equipe em que estão trabalhando, da experiência de outros membros da equipe e assim por diante.

No entanto, em geral, pense neles como sendo melhores em equipes menores e naqueles que exigem muita colaboração ou flexibilidade em seus funcionários.

Em equipes menores, eles podem desempenhar várias funções em um nível satisfatório, sem a necessidade de especialistas, e seu amplo conhecimento pode permitir que realizem quase todas as tarefas de marketing disponíveis, com pouco conhecimento adicional necessário.

Quer saber mais? Dê um olhada nas sugestões da leitura complementar logo mais abaixo 😉

trechos do artigo: The Full Stack Marketer Guide: What They Are and How to Be One e 10 ferramentas grátis para um full-stack marketer que talvez você não conheça

Leitura Complementar

The Full Stack Marketer Guide: What They Are and How to Be One
Surge um novo profissional: o que é Marketing Full Stack?
10 ferramentas grátis para um full-stack marketer que talvez você não conheça – Parte 1
10 ferramentas grátis para um full-stack marketer que talvez você não conheça – Parte 2
Full-Stack Marketing Toolkit

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *