Melhoria contínua no atendimento em Marketing

Desenvolver o hábito de pesquisar o mercado traz grandes vantagens para as organizações, mas muitas não o fazem por entenderem que a pesquisa é desnecessária, uma vez que compreender perfeitamente seus clientes e que só percebem que não conhecem os desejos destes consumidores quando o concorrente toma a sua frente.

Newsletter

Se você deseja receber as novidades do IFDBlog por email, insira o seu logo abaixo:
 

Pesquisas podem ser realizadas de inúmeras formas, para mensurar diferentes produtos, serviços, melhorias ou ações da empresa no mercado, também apontam soluções mais simples, permitem conhecer melhor seus colaboradores e auxilia a encontrar uma informação útil em meio ao mar disponível atualmente.

Mas para realizar uma pesquisa é necessário saber quais são os objetivos desta pesquisa, que tipo de informação será necessário obter, qual será o público ideal, como será aplicada etc., sem esquecer que a pesquisa requer um foco claro e objetivo.
Também é possível notar que algumas pesquisas dão às organizações uma oportunidade de aprender a lidar com seus clientes, mesmo durante a visita de um consumidor ao ponto de venda é possível realizar uma pesquisa, mesmo que esta pesquisa não seja formalizada, e se você ouve um número significativo de consumidores comentando um assunto é provável que este seja um bom momento para ouvir melhor o que deve ser ajustado de acordo com as informações passadas pelos clientes.

O que pode acontecer é que a falta de consciência de um vendedor deixe passar em branco a oportunidade de compartilhar com os demais o que ouviu de um grupo de consumidores, e desta forma pode ser que você e sua empresa acabem perdendo clientes e nem saibam os motivos.
E você começa a imaginar o que pode fazer, para conquistar novos clientes e deixa de lado os que já possui, simplesmente porque alguém definiu que a meta é sobre a conquista de novos consumidores e não sobre a manutenção e atenção dos que já são clientes dos seus produtos ou serviços.
Mas quando você começa a olhar para si percebe que só retorna ao mesmo ponto de vendas se o atendimento for muito bom, se encontrar os produtos, mas que também pode voltar após ser muito bem atendido e não ter encontrado o que procurava, mas que o fez porque um vendedor apontou outra loja onde o produto estava disponível, o que mostra a preocupação do vendedor em satisfazer o consumidor, algo que muitas empresas não pensam.

Da mesma forma é interessante ver que o relacionamento, entre consumidor e vendedor, é que define a possibilidade do cliente se tornar fiel, mas se o vendedor não for fiel aos valores da organização não há como cobrar este mesmo comportamento no processo de vendas.
Além de observar que o primeiro cliente da empresa é o colaborador, é vital que o gestor sempre traga à mente das pessoas os valores da empresa, sua missão, visão e de uma ação que sempre empregue a ética.

Também não é muito necessário lembrar que um colaborador só poderá ofertar, em termos de atendimento neste caso, o que recebe da organização, mas existem muitos pontos que devem ser analisados e o treinamento da equipe de vendas pode facilitar muitos processos, até mesmo a coleta de informações, pois se a equipe se transforma em um time, todos estão preocupados com todos e as empresas conseguem uma vantagem competitiva muito maior sobre os concorrentes.

Quando toda a organização compreende a importância da pesquisa há maiores chances de encontrar oportunidades, seja para melhorar a relação entre os colaboradores, seja para reter muito mais clientes ao longo dos anos, atendendo e oferecendo-lhes o melhor.

autor: Rafael Mauricio Menshhein
fonte: RMMMarketing

Postado em:

Um Comentário

  1. Muito bom esse artigo sobre pesquisa de mercado. Estou neste momento escrevendo justamente um artigo semelhante para o meu blog e coincidiu o assunto. A pesquisa de mercado é algo tão simples de se fazer que qualquer pequeno empresário pode fazer, ele mesmo, desde que tenha um pouco de organização e como foi dito acima, saiba o que quer.

    Leonardo Cabral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *