Marketing de Serviços

O marketing de serviços é, basicamente, um conjunto de táticas que ajudam a explicar o valor do serviço e convencer o cliente a escolher uma empresa específica.

Newsletter

Se você deseja receber as novidades do IFDBlog por email, insira o seu logo abaixo:
 

Afinal, o mesmo serviço pode ter diferentes utilidades, dependendo do objetivo do cliente. Além disso, os critérios de contratação também mudam.

A concorrência é forte: outros prestadores de serviço, produtos que prometem fazer mais pelos clientes e até a inércia (quando o cliente desiste de contratar um serviço porque isso vai dar trabalho).

Em meio a tantas variáveis, o marketing de serviços é a melhor solução para que empresas desse tipo não se tornem reféns da sorte na hora de conseguir clientes.

Quais são os 7 Ps do marketing de serviços?

Uma explicação superficial não é suficiente para quem deseja realmente colocar essa estratégia em prática e conseguir resultados a partir dela.

Para isso, é importante entender bem os princípios nos quais o marketing de serviços se baseia e qual é o papel de cada um na missão de convencer as pessoas a se tornarem clientes.

Pode ser que você já tenha ouvido falar nos 4 Ps do marketing. Mas, quando se trata de vender serviços, esse número praticamente dobra: são 7!

Veja quais são os 7 Ps do marketing de serviços e como observar cada um deles ao montar o seu planejamento:

1. Produto

Tudo bem… Estamos falando de serviços, e o 1º item é produto? Parece estranho, mas a verdade é que todo serviço contém um produto, ou seja, um resultado que vai gerar valor para o cliente.

É fundamental que você tenha bem em mente qual é o produto que o seu negócio vende.

Por exemplo: pense em uma empresa que faz manutenção de qualquer tipo. Ela vende a perspectiva de o cliente ter um equipamento “novo” por um preço mais baixo.

Saber o produto é crucial para não fugir demais do que os clientes desejam e ficar para trás no mercado.

2. Preço

Acertar o preço é um desafio, e no caso de serviços mais ainda, pois alguns fatores subjetivos entram em cena e, dependendo do ramo de atividades, tarefas similares podem ter valores completamente diferentes.

Estabelecer um padrão com base nos valores praticados no mercado, o tempo gasto com a atividade, a qualificação necessária do serviço e outros elementos relevantes pode ser de ajuda.

Isso o ajudará a ser justo com os clientes sem perder a lucratividade, que é o objetivo final do negócio.

3. Praça

A praça se refere ao local usado para realizar o trabalho. Será em um local próprio ou na casa dos clientes? Pode ser feito a distância ou precisa ser pessoalmente?

Além disso, envolve a logística necessária, por exemplo, para determinar prazos, distâncias de locomoção e disponibilidade de agenda.

Todos esses aspectos farão diferença tanto na capacidade da empresa de executar a sua função com qualidade quanto na escolha dos clientes.

4. Promoção

A promoção diz respeito a tudo que se faz em termos de comunicação com o público para divulgar os serviços oferecidos.

Isso envolve desde a mensagem utilizada em anúncios até a linguagem adotada para se comunicar com os seguidores nas redes sociais.

Na promoção de um serviço, é fundamental ser inovador, dinâmico e humano para conquistar a confiança das pessoas e gerar uma percepção de valor maior no serviço que está sendo oferecido.

5. Processos

Para ser contratado de novo pelo cliente, não basta finalizar o serviço. É necessário atender as expectativas?ou superá-las, sempre que possível.

Desenvolver processos de trabalho eficientes é uma das formas de garantir que isso sempre aconteça.

Quando o processo é bem estabelecido internamente, torna-se mais fácil mostrar para os clientes como o serviço vai ser realizado.

Quando confrontados com várias opções, os clientes normalmente vão escolher a que parecer mais segura, e os processos serão uma arma valiosa de marketing nesse sentido.

6. Pessoas

Quem você vai escolher para ficar ao seu lado, ou, mais ainda, para te representar na prestação dos serviços?

A qualificação do pessoal que trabalha com você é de imenso valor, pois, se não forem bem treinados (e tratados), os profissionais vão falhar em satisfazer os clientes e manter o padrão de qualidade.

Uma equipe competente gera mais negócios, desperdiça menos recursos e consegue até motivar os clientes a recomendarem o serviço a outros — o famoso boca a boca.

7. Palpabilidade

A palpabilidade se refere às evidências físicas do serviço que deve ser divulgado. Por se tratar de algo intangível, é preciso dar pequenas pistas visuais que ajudem o cliente a visualizar o valor da oferta.

Isso inclui uma série de fatores, desde o modo de os prestadores de serviço se vestirem ao website, redes sociais e cartões de visita.

Quanto mais “palpável” o serviço se tornar para os clientes, maiores as chances de o contratarem.

Como aplicar o marketing de serviços?

O marketing de serviços é altamente eficiente, desde que seja aplicado de forma correta. Então, a pergunta é: “como fazer isso?”.

É claro que não existe fórmula infalível, mas existem o jeito certo e o errado de investir em marketing.

Pensando nisso, separamos 6 boas práticas que aumentarão grandemente as suas chances de se sair bem. Faça o seguinte:

Foque nas pessoas

Já falamos sobre a importância de ter uma equipe bem preparada, pronta para realizar o melhor serviço possível e satisfazer mesmo os clientes mais exigentes.

Mas isso não se aplica só aos seus colaboradores. Estamos falando também dos clientes, e de como é importante pensar neles em cada etapa do processo.

Investir em um atendimento de qualidade, que possibilite criar relacionamentos achegados com essas pessoas, fará toda a diferença.

Use conteúdo para se tornar autoridade

A produção de conteúdo é uma das melhores opções que qualquer empresa tem à disposição para se posicionar como autoridade e chamar atenção das pessoas.

Montar um planejamento de conteúdo não é fácil, mas não podemos usar isso como desculpa quando o lugar do consumidor é na internet, pesquisando serviços o tempo todo.

O ideal é usar essa ferramenta para ganhar a confiança e o respeito do público, que então se tornará mais propenso a contratar a sua empresa.

Encontre um diferencial claro

O objetivo do marketing de serviços é diferenciar uma marca dos seus competidores. Então, não faria sentido tentar um lugar ao sol por se colocar exatamente como as outras empresas fazem.

É preciso inovar, ir além, encontrar um diferencial e mostrar a todos que a sua empresa merece atenção por isso.

Pode ser a forma de interagir com os clientes, o atendimento mais rápido, o alcance de atuação na região ou qualquer outra característica que adicione valor ao negócio.

Estabeleça metas

Estabelecer metas claras e realistas é crucial para que a sua estratégia de marketing de serviços funcione da maneira desejada.

A partir do momento em que o objetivo se torna claro para todos os envolvidos, é muito mais fácil que colaborem entre si para alcançá-lo.

Definir metas e, mais do que isso, estabelecer prazos para atingi-las, é o 1º passo para unir a equipe e criar o senso de urgência necessário.

Monte um plano de ação

Depois de definir as metas, é hora de montar um plano de ação para que elas se concretizem. O que isso engloba?

Você se lembra dos 7 Ps que mencionamos? Você precisa saber exatamente como abordar cada um deles de forma eficiente.

Que dizer do conteúdo, quem vai ser responsável por produzir, divulgar, interagir com o público e direcionar os interessados até a contratação?

Tudo isso deve ficar bem claro ao montar o seu plano de ação, que servirá também de guia para que o trabalho seja mantido sob controle.

Acompanhe os resultados de perto

Por último, você precisa se concentrar em um dos principais motivos pelos quais muitas campanhas de marketing falham: o acompanhamento de resultados!

Não deixe de analisar, por meio de métricas e KPIs, como está o desempenho da empresa em atrair os prospectivos clientes por meio do marketing de serviços.

Por acompanhar esses dados de perto, conseguirá enxergar problemas assim que surgirem e fazer ajustes para otimizar mesmo as táticas que estiverem funcionando bem.

VEJA O ARTIGO COMPLETO, CLIQUE AQUI!

autor: Daniel Moraes
fonte: Rock Content

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *