Carnaval e Marketing

O Carnaval é maior festa cultural no Brasil, muitos amam e alguns odeiam. Mas a verdade é que o Brasil pára neste período para festejar e torcer para as escolas de samba.

Newsletter

Se você deseja receber as novidades do IFDBlog por email, insira o seu logo abaixo:
 

O que poucos sabem é o que é o Carnaval, muitos comemoram sem nem saber porque estão lá. Você sabia que o carnval era marcado pelo “adeu à carne”? Não sabia e se interessou? Clique aqui e saiba mais.

O que vamos falar aqui é sobre a relação Carnaval e Marketing.

Como já disse o Carnaval é a maior festa cultural no Brasil, um prato cheio para os marketeiros investirem em patrocínios e associorem a marca ao evento.

As grandes empresas, como as da indústria cervejeira – uma das que mais investem no carnaval – já estão com seus lugares no Rio, São Paulo e Salvador, onde são as festas mais famosas do Brasil que atraem turistas do mundo todo, patrocinando escolas e fazendo festinhas em camarotes, por exemplo.

É o que chamamos de marketing cultural. Agregar valor à marca através de patrocinios à projetos culturais.

O marketing cultural muitas vezes gera mídia espontânea, ainda mais para um evento da grandeza do Carnaval.

Porém não é apenas investir uma grana enorme em uma escola de samba do Rio, ou colocar a marca em todo lugar possível no carnaval de Salvador.

Existem diversas formas, até para quem não tem tanto dinheiro para investir, como patrocinar festas alternativas ou em lugares fechados pode ser muito mais eficiente.

As empresas de turismo são um outro exemplo de quem “mexe os pauzinhos” no carnaval, com pacotes e promoções para essas grandes capitais.

O carnaval de Campinas por exemplo não tem o mesmo prestígio que as capitais citadas e não deixa de ser um bom investimento para algumas empresas da região, pois gera mídia espontânea em canais de TV local como TVB e EPTV, agrega valor à marca da mesma forma. Tanto que as cotas de patrocínio não são baixas, na tentativa de aumentar ainda mais o prestigío do Carnaval da região.

Porém muitas empresas da região recorrem a festas realizadas por casas noturnas da cidade, pois é onde realmente está seu público-alvo e o custo é menor.

Está ai uma dica para as empresas que querem fazer do carnaval uma oportunidade de mercado e não apenas um feriado prolongado. Também é para os estudantes e interessandos em marketing e propaganda mais uma ferramenta que pode ser aproveitada.

autor: Carlos Henrique Castilho
fonte: Dearad

Postado em:

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *