Seu perfil nas redes sociais é profissional? Cuidado com o que curte!

Resolvi fazer este texto de improviso, sem revisar nem nada, pois recentemente voltei ao Twitter e achei bom fazer este pequeno alerta. Voltei naquelas, na verdade toda publicação aqui do IFDBlog automaticamente é publicada lá, mas eu mesma como pessoa, já não andava naquelas terras fazia um bom tempo. (não me segue ainda? então vai lá!)

Newsletter

Se você deseja receber as novidades do IFDBlog por email, insira o seu logo abaixo:
 

Logo que comecei a ver meu feed notei uma quantidade significativa de conteúdos inúteis e estranhei. Quando olhei mais de perto eram “curtidas” de contatos meus! Vale lembrar que boa parte dos meus contatos são de empresas ou profissionais da área. Acho que a única rede social que uso mais “pessoal” e olhe lá, pois não sou muito de me expor, é o perfil pessoal no Facebook. Acho que desde de uma época no finado Orkut, encaro as redes sociais de forma mais profissional (aprendizado, divulgação do trabalho, curiosidades…), do que pessoal (exposição gratuita sem sentido).

Tentei pesquisar uma forma de não visualizar as curtidas dos meus contatos, mas nada! Cheguei a pedir dica, mas o que sugeriram no final não resolveria muito, se eu silenciasse a pessoa eu não veria mais o que ela curtia, como também o que ela compartilhava!

Agora você vai falar: Poxa, Iris! Mas uma piadinha que um perfil curtiu e você viu não é nada demais! Que chata você!

Sim, concordo! Mas imagine esta pessoa “fanfarrona” curtir inúmeras piadinhas na sequência. Imaginou? Todas elas aparecem no meu feed e meu interesse nela, quando adicionei, era somente receber o que ela compartilhava, coisa que para mim seria mais útil profissionalmente falando. Pensou no inferno? Ok, você não se convenceu da minha chatice! Vou te contar a gota d’água…

[ pausa • embora meu dedo coce pra colocar um print pra ilustrar, seria muita sacanagem – rs ]

Em determinada hora no meu feed aparecia dezenas de conteúdo de perfis do que na verdade são de GAROTAS DE PROGRAMA! Pois é! O perfil que curte é de um designer, no perfil ele compartilha todo o trabalho dele (muito bom por sinal) e alguns outros compartilhamentos envolvendo conteúdo da área que ele atua, mas determinada hora do dia o “exu da p&^%ria” (rs) baixava no cara e ele saia curtindo este “rico conteúdo” e “sem querer” LOTANDO o feed de quem o segue.

Agora te convenci da minha “chatice”? Pois é! Quando a coisa fica invasiva e de algo que particularmente não se tem o mínimo interesse, não tem como passar desapercebido ou mesmo relevar…

Há pouco, outro perfil de DESIGN curtiu na sequência mais de 10 twitts sobre o caso do ‘piche’ nas praias do Nordeste, todos falando a mesma coisa, com o mesmo ponto de vista! No perfil do Twitter, compartilha e re-compartilha matérias há anossss sobre design publicadas em outros lugares, assim como textos de própria autoria. Já no Facebook, os compartilhamentos de matérias de design e anúncios de palestras da área, foi tomado por textos típicos de uma esquerdopata.

Vale a pena continuar seguindo alguém que no fim de semana é uma verdadeira metralhadora de likes sobre o mesmo assunto? Todos com o mesmo ponto de vista? Sinceramente, acho que não! Desegui…

Mantenha por perto pessoas que te acrescente! Isso também vale para as redes sociais.

Tudo isso que escrevi acima descreve apenas o lado de um SEGUIDOR que apreciava o conteúdo de certos perfis até então profissionais. Imagine uma EMPRESA (ou possível cliente) que se interessou por um perfil teoricamente profissional e o perfil da uma destas. Pensou?

Portanto fique bem atento no que curte. O recado vale até para mim! Tente separar o lado profissional do pessoal nas redes! Não é só o LinkedIn que tem que ser encarado como profissional.

Para Completar

Seu perfil nas redes sociais influencia na avaliação profissional, diz pesquisa.
Aprenda como ter um bom perfil profissional nas redes sociais!
Cuidado com sua imagem profissional nas redes sociais

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *