Como trabalhar a distância com eficiência

O primeiro passo para que um trabalho a distância dê certo é garantir que as pessoas envolvidas tenham ciência das diferenças desse modo de trabalho em relação ao tradicional.

Não é novidade para ninguém que a tecnologia tem permitido cada vez mais que equipes de desenvolvimento de software ou projetos web consigam trabalhar a distância quase da mesma maneira como se estivessem reunidas em uma sala.

Apesar disso, ainda vemos muita gente com o pé atrás na hora de adotar o trabalho a distância. Para confirmar isso, basta ver os sites de ofertas de emprego de tecnologia, que – em sua maioria – exigem residência na mesma cidade onde fica a empresa.

Tal reticência provavelmente se deve ao fato de algumas experiências com trabalho a distância não serem tão boas quanto se diz na teoria. Para evitar que isso aconteça, é preciso tomar alguns cuidados básicos.
Reduzindo as distâncias

O primeiro passo para que um trabalho a distância dê certo é garantir que as pessoas envolvidas tenham ciência das diferenças desse modo de trabalho em relação ao tradicional.

Em equipes de tecnologia é mais fácil ter essa garantia, já que normalmente são pessoas habituadas com novas formas de comunicação como e-mail, bate-papo instantâneo, VoIP e videoconferência.

O segundo passo é garantir que as informações estejam centralizadas em algum lugar de fácil acesso na web. Pode ser uma intranet, um documento online, um gerenciador de projetos baseado na web ou qualquer URL na qual seja possível acompanhar o status do projeto, as tarefas pendentes e as responsabilidades de cada um.

O terceiro passo é definir uma metodologia de trabalho segundo a qual os membros da equipe saibam o que fazer, como fazer e como comunicar aos demais componentes o que fizeram.

Por fim, é recomendável ainda adotar algum sistema de controle de versão. Por exemplo, se o trabalho é a edição de um documento, o uso de aplicativos como o Google Docs – que registra quem fez cada alteração – é o ideal. Se o trabalho for em arquivos de código HTML, por exemplo, podem-se usar softwares como o TortoiseSVN.

autor: Walmar Andrade
fonte: Webinsider

Assine Nossa Newsletter • Se você deseja receber as novidades do IFDBlog por email, insira o seu logo abaixo:

 
Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *