O Anúncio – dicas para um redator publicitário

Título

Sua função é chamar a atenção. Ao mesmo tempo, é importante que sintetize outros aspectos da peça publicitária: caso o leitor não se detenha no corpo do texto, o principal já terá sido transmitido. Segundo David Ogilvy, o título é praticamente 80% do anúncio. Existem vários tipos: exclamativos, interrogativos. Alguns utilizam a informação, a notícia, como forma de atrair o interesse do leitor. A pergunta tem um objetivo claro: levar o leitor a buscar a resposta no corpo do texto. Muitos títulos são acompanhados de subtítulos.
Evite erros comuns

* Uso de trocadilhos, que muitas vezes não são compreendidos pelo leitor;
* Uso do “não”: a pessoa pode deixar de lê-lo, invertendo completamente o sentido da frase;
* Títulos muito longos e confusos;
* Títulos com falsas promessas.

Texto

O texto tenta despertar o interesse e, no final, incitar à ação. É aqui que se empregam as argumentações para justificar a aquisição do produto, do serviço. As argumentações podem ser racionais ou emocionais. Estas últimas em geral, tentam explicar aspectos motivadores, tais como:/

* Tendências egoístas (instinto de conservação, domínio, sexual);
* Tendências ego-altruístas (amor-próprio, ambição);
* Tendências altruístas (simpatia, imitação);
* Tendências ideais (sentimento de dever, estética, espiritualidade).

Um bom texto…

* É sintético, respeita a lei do menor esforço. No entanto, sua extensão está diretamente relacionada ao interesse que provoca: um texto interessante, que atenda às expectativas e anseios do público-alvo, será lido até o fim.
* Apresenta coesão, as informações se encadeiam umas nas outras de forma lógica. É fácil de acompanhar.
* É verdadeiro, pois a mentira gera frustração após a aquisição do produto ou serviço. É a maneira mais fácil de destruir uma marca, mensagem ou idéia.
* É ético, respeita as características da cultura local, de sua época e do meio onde será veiculado. não agride, não choca.
* É de fácil compreensão, utiliza uma linguagem e um código adequados ao público-alvo.
* É bem escrito, sem erros de português. Embora a propaganda explore algumas licenças que fazer parte desua linguagem, isto é realizado para dar ênfase a algum aspecto, criar uma conotação.A escolha adequada de palavras e sinônimos é fundamentas. O redator deve possuir um bom vocabulário, sabendo empregar comparações, hipérboles (exageros) e metáforas ( um tipo de comparação) com precisão.
* Sua construção é cuidadosamente estruturada, poiscriar um clímax ele, imediatamente, finaliza com uma conclusão que leva o leitor à ação.

Slogan

O slogan é uma frase curta, que busca dar identidade à marca, ao produto, serviço, mensagem. Geralmente posicionado junto com o logotipo ou pack shot (foto ou ilustração que identifica o que está sendo ofertado), no canto esquerdo final (em baixo) do campo visual ele tenta sintetizar tudo aquilo que a mensagem buscou transmitir.

Um dos principais aspectos enfatizados é que o slogan deve ser memorável. A memória, é claro,está associada com a freqüência, a repetição, mas também está diretamente relacionada com o interesse, as emoções provocadas e a compreensão daquilo à que estamos expostos.

Algo incompreensível (um código inadequado, por exemplo), rapidamente desaparecera da memória. Uma pesquisa realizada na França (HAAS, Pórtico), demonstrou que o número de palavras, sua natureza, concepção e associações influem na memorização dos slogans.

Os dados sobre os slogans mais lembrados são reveladores:

* Em praticamente 60% dos casos, possuíam 4 a 6 palavras;
* Todos possuíam substantivos (geralmente mais de um, na média 2,3 substantivos para cada verbo);
* O emprego de adjetivos é raro(em 48,8% dos casos nenhum adjetivo; em 36,5%, apenas um adjetivo);
* Apresentam uma característica essencial do produto, geralmente associada ao gênero (ou seja, ao seu segmento). Em muitos casos, os slogans poderiam ser aplicados a qualquer produto ou serviço;
* Não utilizam ritmo marcado, jogos de palavras, assonâncias (o que vai contra o senso comum, mais é comprovado pelas pesquisas);
* São impessoais (89% dos casos);
* Não mencionam o produto, apenas a marca(80,5%) e esta se encontra no início do slogan. Pense nisso ao criar seus slogans.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *