E-mails de boas-vindas – Por que se preocupar?

  1. E-mails de boas-vindas – Por que se preocupar?




A maioria dos e-mails enviados por lojas online são universais e não diferenciados: a mesma mensagem é enviada para todos, mais ou menos. Cada vez que um cliente recebe uma mensagem de marketing que não está interessado, ele perde um pouco de respeito pela marca. E-mails de boas-vindas – mais comumente enviados quando alguém assina o seu boletim de notícias ou criar uma conta – são uma grande oportunidade (e muitas vezes a única) que você tem para fazer uma impressão.

Veja alguns dados e dicas:

  • 74,4% dos consumidores esperam um e-mail de boas-vindas quando eles se inscrevem
  • Os assinantes que recebem um e-mail de boas-vindas, em média, mostram 33% a mais do compromisso a longo prazo com essa marca.
  • E-mails de boas-vindas tem uma taxa de abertura 4x maior e 5x mais cliques em comparação com outras promoções.

Os e-mails de boas-vindas tem uma série de funções importantes (além de ser um amistoso “olá!”):

  • Informar quantas vezes você vai entrar em contato
  • Incentivar assinantes a se conectarem a outros canais – principalmente social
  • É importante aproveitar o entusiasmo inicial de um assinante para aproveitar sua atenção – incluir um forte “Compre agora” pode ajudar a ganhar a tão importante primeira compra
  • Antes de começar a enviar esses emails, é importante ter uma estratégia de campanha mais ampla.

Passo 1 – Quais ações você quer dos novos assinantes?

É provável que seja mais do que uma! Aqui estão alguns exemplos:

  • “Compre agora!”
  • “Siga nossas redes sociais.”
  • “Saiba mais sobre a nossa história.”
  • “Use este código ou oferta.”
  • “Atualize suas preferências de assinatura.”
  • “Leia o nossos últimos artigos.”

Passo 2 – Qual será a estrutura da campanha?

É importante criar uma história coerente com seu e-mail de boas-vindas. Decida como você pode organizar seus e-mails de uma forma que priorize as chamadas mais importantes para a ação (por exemplo, “Compre agora!) Sobre as secundárias (por exemplo, ‘leia nossa última postagem no blog’).

A fim de evitar a sobrecarga de informações, muitos lojistas online criam uma série de e-mails de boas-vindas em vez de tentar agrupar tudo em uma única mensagem, pois isso lhes permite controlar a entrega de mensagens-chave.

Passo 3 – Considere a criação de versões

Uma maneira simples de segmentar campanhas de boas-vindas, podem ser:

  • Novos assinantes da newsletter (que nunca tenham recebido seus e-mails antes)
  • Primeira compra (que nunca tenham recebido e-mails de você antes da sua compra)
  • Compradores de primeira viagem, que já estavam em sua lista de e-mail (e já receberam o seu boletim de inscrição série de boas-vindas, mas nunca compraram nada)

Passo 4 – Configure os fluxos de trabalho

Criar campanhas que são relacionadas ao comportamento destinatário é complicado de implementar, mas muito importante se você quiser que seus e-mails sejam relevantes para clientes individuais.

Um exemplo simples pode ser oferecer um cupom de desconto.

Um exemplo mais complexo pode ser criar um fluxo de trabalho que reage ao facto de um novo assinante abrir ou clicar no primeiro e-mail.

Passo 5 – Teste de tudo!

Testar tudo antes e garanta que sua fórmula funciona.

Aqui estão algumas dicas sobre o cronograma:

  1. Envie seu primeiro e-mail no segundo que alguém se inscrever. Mesmo um atraso de meia hora pode ser suficiente para perder a atenção de novos assinantes.
  2. Se você estiver enviando uma série de boas-vindas, obtenha o direito de enviar e-mails com frequência.
  3. Não fique lembrando as pessoas de tomar ações que elas já tomaram! Se você está oferecendo a um novo assinante um desconto, é bom lembrar sobre os descontos em e-mails posteriores … mas não se eles já compraram usando esse desconto!
  4. Crie uma transição suave para seus boletins regulares. Só envie a sua série de emails regulares depois de ter dado boas-vindas e ter completado sua série de emails iniciais, porém não deixe que passe muito tempo para iniciar a próxima campanha.

fonte: Blog Ometria
tradução: Cristiane Rocha Thiel

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *