Design, desígnio, designar: dar significado





Diante de uma demanda, o designer pensa: “Como resumir este briefing em uma só frase?” Faça este exercício para criar um conceito. E desse conceito tire o norte a ser seguido por todo o projeto.

Pode o design ser alavancador de atributos sociais e culturais indicando pensamento intelectual, onde ideias são reveladas através de ícones cognitivos que visam o bem estar, a funcionalidade ou simplesmente comunicar um determinado conceito?

Transmitir pensamento e contribuir com a produção cultural da humanidade é um dos princípios fundamentais do design. Desde os primórdios da sociedade moderna via-se na figura do projetista uma pessoa que previa situações incômodas e tentava resolvê-las agregando a esta solução seu conceito e sua forma ideológica de ver o mundo.

Dar significado conceitual às suas peças gráficas torna o projeto mais singular e especial para quem o absorve. O conceito semântico implica em dar um significado real a determinado símbolo; já o conceito estético demonstra valores visuais reais como cores, formas, alinhamento, imagens etc.

No entanto, conceito demais sem função pode ser prejudicial à abstração da peça criada, ou seja, pode torná-la uma obra de arte ao invés de algo funcional, útil. Esse cuidado deve ser tomado pelos designers, afinal design é mercadológico e não algo para ser exposto em uma galeria. Design faz parte do cotidiano das pessoas. No meio em que estão inseridas.

Sendo assim, vivemos um momento diferente para cada projeto, cada cliente. Pensando sempre na originalidade.

Você já se perguntou alguma vez? “Como resumir esse briefing em uma só frase?”

Este exercício pode criar um conceito, e desse conceito o norte a ser seguido por todo projeto. Muitas coisas tem apenas um conceito, mas você pode muda-los, criar novos etc.

O papel do designer se torna mais interessante ao olhar para coisas complexas e conseguir extrair o mínimo necessário para que se entenda algo sobre determinado produto, serviço ou marca.

Pense nisso.

autor:
Flavio Vidigal
fonte: WEBINSIDER

Postado em:

2 Comentários

    • Pronto, corrigido. Ao clicar no link ia pro endereço certo, apenas o texto estava o antigo quando vocês tinham parceria com o UOL. De qualquer forma, obrigada pelo aviso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *