O mercado da Internet esta ruim mesmo?

Todo dia eu ouço a mesma coisa:”O mercado está difícil…não consigo trabalhos legais”, “tá complicado…não sei como vou pagar as minhas contas” ou ainda “o cliente quer pagar pouco e não confia mais no trabalho do webdesigner”.

É uma mistura de pessimismo com falta de criatividade e profissionalismo. O pessoal vive mais tempo reclamando do que tomando atitudes que vão melhorar sua situação.

Tá bom…eu sei que sou muito otimista…mas eu prefiro ser assim e agir do que ficar de braços cruzados esperando os bons tempos.

Não resta dúvida de que muitos webdesigners e empresários do setor ajudaram para que realmente houvesse um descrédito por parte do cliente. Mas não podemos generalizar e vestir a carapuça do perseguido.

Na minha opinião o mercado está difícil para quem não sabe trabalhar.

A situação do país deixa a desejar mas isso não é desculpa para deixar de ser criativo e profissional.

Tá faltando paixão.

Não, não estou falando de amor platônico. Estou falando de paixão pelo seu trabalho, do perfeccionismo e do comprometimento com o cliente. Estou falando do envolvimento com cada pixel que você trabalha, cada linha de código que você edita, cada movimento, cada action que é programada no Flash. A gente vive numa ciranda louca atrás de trabalhos e correndo atrás do dinheiro, quando deveria ser ao contrário: os trabalhos chegando e o dinheiro correndo atrás da gente.

O profissional comprometido, literalmente apaixonado e disposto a melhorar e aprender a cada dia, com certeza vive essa experiência. A notícia ruim é que isso não acontece de graça. Muito suor, muita dedicação, muita pesquisa, muita curiosidade, muito tudo.

Olha o pessoal que virou um sucesso em seus trabalhos. Você acha que o Ayrton Senna trabalhou pouco? Quem questiona a genialidade musical do Jobim? Os recém campeões olímpicos brasileiros treinaram pouco?

Nada é de graça e para que você se destaque no mercado e seja reconhecido como um bom profissional, você precisa saber trabalhar, seja você um webdesigner, um gerente de projetos, um webwriter, um webqualquercoisa.

Seja humilde e saiba reconhecer suas limitações e procure aprimorar seu conhecimento todos os dias.

Procure entender o que você está fazendo e saiba defender o seu trabalho. Ouça o seu cliente pois ele é o melhor termômetro para identificar suas falhas. E quando você tiver a certeza absoluta de que você está certo, saiba convencer com justificativas pertinentes.

Para que você não reclame mais do mercado de Internet, apaixone-se pelo seu trabalho e, com certeza, seus clientes vão se apaixonar por ele também.

autor: Laert Yamazaki
fonte:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *