A pausa que refresca

A Coca-Cola sempre se posicionou como uma marca que busca investir em campanhas publicitárias bem feitas e com slogans fortes. Um dos mais memoráveis de sua história é “A pausa que refresca”. Criado em 1929, é considerado pela revista Ad Age como o segundo melhor slogan do século XX (depois de Pense Pequeno, da Volkswagen).

Nos anos 1920, o presidente da Coca-Cola, Robert Woodruff, via seu produto como mais do que um refrigerante comum. Woodruff esperava posicionar a bebida, entre a crescente população norte-americana, cada vez mais urbana e industrial, como uma das coisas prazerosas da vida – um descanso do ritmo acelerado que estava tomando conta dos EUA.

Archie Lee, um redator da agência D’Arcy, recebeu a tarefa de interpretar a ideia de Woodruff. Em 1923, Lee escreveu o slogan “Pare e se refresque,” acompanhado pela frase “Nossa nação é a mais ocupada no mundo. Do café da manhã ao jantar, não há fm para o trabalho”.

Achando a campanha muito negativa, em 1929 Lee refinou o slogan, com a ajuda de Woodruff’, para “A pausa que refresca”. A frase apareceu pela primeira vez em um anúncio com três mulheres em uma fonte de refrigerante.

“A pausa que refresca” foi lançada apenas alguns meses antes da crise da Queda da Bolsa de Valores de 1929. No entanto, a Coca-Cola teve um período de grande expansão de mercado. Exceto por uma perda de 30% nos lucros em 1932, a companhia teve vendas recordes durante cada ano da década de 1930. Os lucros, que eram de US$14 milhões em 1934, mais que dobraram para US$29 milhões em 1940, apesar da crise econômica.

Durante cerca de 30 anos o slogan esteve associado à Coca-Cola, e chegou a ser ressuscitado nos anos 1990 com a campanha “O momento que refresca”.

fonte: Revista Press

Assine Nossa Newsletter • Se você deseja receber as novidades do IFDBlog por email, insira o seu logo abaixo:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *