Pense Bem ao Fazer o Marketing da sua Empresa

É inadmissível que ainda existam gestores apenas voltados para dentro das suas organizações, quando o correto é adequá-las às regras do mercado. No atual ambiente empresarial, que é de extrema competição, as organizações não podem deixar de ficar atentas a esses detalhes tão importantes à sua sobrevivência. Nunca é tarde lembrar que o sucesso empresarial advém da total orientação da organização para o mercado (baseada em análises e estudos), em planejamentos, em gestão desses planejamentos, da sintonia que deverá existir entre os departamentos e setores, além das pessoas competentes que estejam comprometidas e motivadas com a sua missão e os seus objetivos.

E o marketing? De que forma pode auxiliar? Como utilizar as suas orientações para posicionar-se, para enfrentar batalhas diárias?
Mas antes de fazer essa abordagem, é necessário algumas advertências e lembretes importantes para todas as organizações independentemente de tamanho e finalidades:

1. Marketing não faz milagres.

2. Marketing não é propaganda, e propaganda não é a alma do negócio. A propaganda é parte dos instrumentos de marketing.

3. Nem todas as pessoas que se apresentam como profissionais de marketing são ou estão capacitadas. Muitas delas fazem o que chamamos de “auê”, ou seja, fazem apresentações e discursos bonitos sem conhecimento científico. Trabalham na base do empirismo, do “achômetro”. Iludem os incautos e fazem das organizações os seus laboratórios experimentais. Por esses detalhes, é fundamental que se tenha muito cuidado, verificando profundamente a pessoa contratada (como pessoa física e/ou jurídica).

Feitas essas considerações, passemos então a tratar de MARKETING na sua essência.

Entendemos que marketing não deve ser apenas um departamento. Ou melhor, até pode ser, desde que a organização seja feita de forma coordenada e integrada. No entanto, com os mercados globalizados, a exigência é mais forte para essa coordenação e integração.

Nesse contexto, é evidente que a preocupação ou os esforços de marketing nas organizações estejam voltados, entre outros, para:

a) A visão de negócios

b) A ênfase nos processos e no “feedback”

c) Planejar e administrar estrategicamente, pensando no futuro, mas sem esquecer do presente. Os parâmetros do passado também precisam ser lembrados.

d) Desenvolvimento das novas ferramentas para alavancagem das vendas e maiores lucros

e) A ética e o compromisso social

f) A importância da coleta e análise de informações

g) A inovação constante e a mudança adequada e acelerada

h) A transformação das relações entre as pessoas e as mudanças nas formas do poder

i) A busca incessante pela eficiência, eficácia e efetividade

j) Aproveitar as oportunidades de mercado, lembrando sempre de conhecer com profundidade o seu público alvo e a forma de se comunicar com ele

k) Seus custos e lucros, fazendo sempre uma analogia com os padrões existentes no mercado

l) Elaborar e implementar estratégias, sem perder de vista o foco

m) A consonância com a realidade e o aperfeiçoamento constante

n) A inteligência emocional e o desenvolvimento de habilidades

o) A busca por profissionais especializados que sejam ousados, que tenham uma visão global, e que saibam trabalhar em equipe.

p) As mudanças e intenções de compras das pessoas e organizações

q) As tendências e megatendências de mercado

r) A necessidade não só de pensar globalmente, mas de agir e interagir localmente

s) O acompanhamento e monitoramento dos movimentos estratégicos da concorrência

t) A evolução e a administração do mix de produtos e serviços

u) As auditorias constantes

v) As evoluções nos modelos e processos de comunicação, venda e distribuição, assim como acontece no comércio eletrônico

w) A fixação de relacionamentos duradouros

x) Conhecimento com bom nível de compreensão e domínio de informática, marketing direto e internet

y) O posicionamento na mente do consumidor

z) A flexibilidade para mudar sempre que for necessário

Pelo exposto, constata-se a importância e a necessidade de Marketing , tanto na área estratégica, quanto nas áreas operacionais de toda e qualquer organização.

autor: Nildo Leite Miranda Filho
fonte: Portal do Marketing

Assine Nossa Newsletter • Se você deseja receber as novidades do IFDBlog por email, insira o seu logo abaixo:

 
Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *