Chamem o CEO!

  1. CEO




O estudo “The Social CEO: Executives Tell All”, publicado em 2012 pela Weber Shandwick, é o melhor estudo que já vi sobre a presença dos CEOs nas mídias sociais. A pesquisa foi feita com 630 profissionais: com exceção dos próprios CEOs, participaram de gerentes a vice-presidentes.

Estudos anteriores identificaram que os líderes empresariais têm pouca presença nas redes sociais, por diversos motivos. Os impactos dessa ausência são grandes e o novo estudo da Weber Shandwick dá novos elementos para análise desse ambiente.

O estudo revela nove “insights” da sociabilidade dos CEOs. Também oferece um bom guia dos sete principais hábitos dos CEOs altamente sociais. Trata-se de uma inspiração para CEOs que querem partir para ação nas mídias sociais e não sabem como. Foi bom descobrir que, apesar da ausência dos CEOs nas mídias sociais abertas, eles estão bem presentes nas intranets e websites das empresas, embora sejam ambientes mais controlados e limitados.

Existem basicamente três formas dos CEOs participarem dos canais digitais sociais:
1- na intranet da empresa
2- no website da empresa
3- nas mídias sociais abertas (como Facebook, Twitter, LinkedIn, Pinterest, etc).

A presença do CEO na Intranet da empresa melhora sensivelmente a reputação interna no ambiente de trabalho, colaborando para um ambiente mais transparente e com comunicação mais genuína.

O CEO ativo no website da empresa gera mais credibilidade, colaborando para a melhora da reputação externa da empresa.

Já o CEO nas mídias sociais traz inovação e constrói relacionamentos mais genuínos e duradouros, com seus clientes e sociedade.

Os pesquisados afirmaram que diálogos e comentários de CEOs nas mídias sociais têm mais credibilidade do que comentários dos mesmos CEOs na imprensa ou nos canais oficiais de comunicação da empresa.

A pesquisa indicou os seguintes benefícios (em ordem de prioridade) gerados pela presença do CEO em cada uma das três plataformas.

INTRANET DA EMPRESA
1- Boa forma para compartilhar notícias e informação: 90%
2- Bom canal para o CEO se comunicar com os funcionários: 82%
3- Dá uma face humana e personalidade para a empresa: 73%
4- Bom uso do tempo do CEO: 66%
5- Permite os funcionários se comunicarem com o CEO: 57%
6- Faz a empresa um lugar mais atrativo para se trabalhar: 57%

WEBSITE DA EMPRESA
1- Boa forma para compartilhar notícias e informação: 87%
2- Dá uma face humana e personalidade para a empresa: 76%
3- Impacto positivo na reputação da empresa: 67%
4- Bom uso do tempo do CEO: 59%
5- Aumenta a credibilidade da empresa no mercado: 57%

MÍDIAS SOCIAIS
1- Boa forma para compartilhar notícias e informação: 80%
2- Impacto positivo na reputação da empresa: 78%
3- Mostra Inovação: 76%
4- Dá uma face humana e personalidade para a empresa: 75%
5- Boa forma do CEO se comunicar com os funcionários: 75%
6- Ajuda o CEO em criar relacionamentos com a imprensa: 75%
7- Permite os funcionários se comunicarem com o CEO: 73%

O estudo evidenciou um ponto super interessante e que sempre acreditei. Foi bom constatar isso na pesquisa. Todos os benefícios gerados pela presença dos CEOs nas mídias sociais são amplificados quando os CEOs blogam. Atributos como Inovação, Reputação e Construção de Relacionamentos são amplificados quando o CEO é blogueiro.

85% dos pesquisados disseram que CEOs que blogam mostram inovação.

Falar em CEO blogueiro é sempre complicado. A grande maioria não contribui para blogs por diversas razões. Pesquisa da CEO.com no ano passado mostrou que 70% dos CEOs não têm rastro nas redes sociais. Apenas seis CEOs das 500 Top Companies da Fortune contribuem para blogs, ou seja, um índice de apenas 1%. O mesmo estudo publicado em 2013 mostrou pouca evolução.

Existem razões evidentes para os executivos não blogarem. Um dos posts mais acessados que já escrevi, chamado “10 motivos por que os executivos não blogam”, aborda essa questão. Mas, no fundo, lá no fundo mesmo, os executivos pensam que eles têm coisas mais importantes para fazer do que estar pendurado nas redes sociais. Em suas mentes existe uma sensação de perda de tempo quando se fala em redes sociais.

O recente estudo da CEO.com mostra que o Twitter e o LinkedIn emergem como os principais canais de mídia social que os líderes empresariais estão adotando.

Mesmo assim, quando analisamos o presença dos CEOs da Top 500 da Fortune no Twitter, muito deles estão presentes, mas com pouca atividade. Muitos estão… mas não estão. Enfim, esse é um caminho de aprendizado.

O fato é que já existe uma consciência, talvez ainda não dos CEOs, mas das organizações, que a presença de seus CEOs nas mídias sociais é relevante não só para a construção de um ambiente de trabalho mais transparente e sadio, mas também para melhorar a reputação e credibilidade da empresa perante seus clientes e sociedade. CEO blogueiro ajuda a reputação e os negócios da empresa. Só falta agora os CEOs abrirem os olhos e abrir um tempinho na agenda.

Vale a pena ver outros índices da pesquisa da Weber Shandwick. Imprime o documento e embrulha para presente para o seu CEO.

autor: Mauro Segura
fonte: http://www.meioemensagem.com.br/

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *