SEO para Web Designers: Melhores Práticas

  1. SEO para Web Designers: Melhores Práticas




De um modo geral, o trabalho do web designer é coordenar todo um conjunto de informações em uma tela, de forma esteticamente agradável e intuitivamente reconhecível. É se comunicar com outras pessoas. Só que essa mensagem deve passar antes pelo olhar implacável de um robô. Esse robô não pode calcular o valor da estética. Pelo contrário, ela só pode operar seguindo seu algoritmo.

Os robôs não são o inimigo. Tal como nós, os robôs estão em uma missão para agregar valor ao conteúdo da web. Por isso que o SEO é importante para web designers também.

O que é SEO?

SEO significa Search Engine Optimization. É a estratégia de desenvolver e melhorar o seu site para que ele ocupa um lugar destacado nas páginas de resultados do motor de busca, de preferência na primeira página de resultados. Sabemos que pelo menos 75% das pessoas não passam da primeira página do Google. Isto significa que devemos fazê-lo para a primeira página, a fim de ser visto pela grande maioria.

Por que é o SEO é importante para Web Designers?

Porque é importante para os seus clientes! Mais de 571 sites são criados a cada segundo, com todos esses sites, é provável que o seu se perca por aí e nunca seja acessado.

Quais são as melhores práticas?

1. Estrutura do Site

Quando se trata de SEO, a estrutura do seu site é um dos fatores mais importantes. A estrutura do site é baseada em como vincular suas páginas, como navegar no site. O motor de busca julga o valor do seu site baseado na forma como ele é criado. O mapa do site e a hierarquia das páginas desempenham um papel crucial.

Se você quer ser encontrado pela maioria dos visitantes em busca de sua palavra-chave associada a seu site, você vai conseguir mais rápido se tiver um layout lógico que é fácil de rastrear.

2. Navegação

Junto com fluxo lógico, a navegação deve ser uma prioridade para qualquer web designer que está interessado em SEO.

O ideal é que o usuário chegue rapidamente nas informações, ou seja, que não precise de muitos cliques para chegar ao conteúdo. Faça algo simples, com poucos itens de menu.

3. Meta Description

Mesmo se você não estiver familiarizado com o termo, você está definitivamente ciente do que se trata. É o pequeno trecho na página de pesquisa que fornece uma visão geral sobre sua página. Estas descrições devem ter 160 caracteres ou menos. É a oportunidade perfeita para atrair visitantes. É também uma maneira de ser notado por palavra-chave.

4. Conteúdo

Os robôs são inteligentes o suficiente para saber o que é conteúdo relevante. Se você tem um blog, é importante tomar o tempo para elaborar o conteúdo que vai trazer valor ao seu site. Se você não for bom na produção de conteúdo, contrate alguém para ajudá-lo.

5. Imagens

Você já viu imagens com o nome de arquivo assim: DCIM20064.jpg? Quando você não renomeia suas imagens, você está perdendo valioso SEO. Pense em como seria bom renomear a imagem, de acordo com o que ela representa – por exemplo: thiel-web-design-template.jpg. Você estará explicando claramente o que a imagem mostra e também estará maximizando suas palavras-chave.

Outra forma importante de otimizar suas imagens é através da inclusão de Alt Tags. Essas marcas aparecem no navegador quando uma imagem não pode carregar. Elea também pode aparecer quando você passa o mouse sobre a imagem.

6. URL

Falando de hifens, certifique-se de que você está otimizando suas URLs com palavras-chave com hífen. Se a página é sobre SEO White Hat, o URL deve ser www.yoursite.com/white-hat-seo. Tenha em mente as palavras-chave, e use nos títulos e na URL. É uma outra maneira de otimizar seu site para os motores de busca. Além disso, evite juntar as palavras. Não use underline ou traço inferior (_). Em vez disso, separe as palavras com hífen (-).

7. URLs absolutas

Esta prática é simples, mas poderosa. Existem dois tipos de links:

Absoluto – Ex.: < a href= ” www.yoursite.com ” >
Relativo – Ex.: < a href=” home.html ” >

Se você estiver usando link relativo, considere isto: links absolutos reduzirem a confusão e reduzem o tempo de resposta do servidor.

8. Velocidade do Site

40% dos visitantes abandonam um site que leva 3 segundos para carregar. Esse é o tempo que levou para você ler esta frase. Claro que você quer impressionar as pessoas com aquele design fantástico, mas se ele não carregar a tempo, ninguém vai esperar para ver.

A velocidade lenta também afeta negativamente o SEO. Desde 2010, o Google admitiu que a velocidade de carregamento é uma das principais maneiras que determinam o seu ranking.

Se você nunca usou o Google PageSpeed Insights, vai se surpreender com a quantidade de coisas erradas que você fez!

9. Rich Snippets

Semelhante a meta description, rich snippets são mostrados na página de resultados de busca, e geralmente fornecem informações adicionais sobre esse resultado em particular.

Ao procurar por “hunger games tablet”, você vai perceber que alguns sites oferecem classificações e a quantidade de reviewers. Pode também apresentar o preço se for o caso, e indicar se o item está em estoque.

Parallax e SEO

Um post sobre SEO e Web Design não seria completo sem mencionar esta tendência. É bonito. É perfeito para guiar os visitantes através de uma série cronológica de informações. É ótimo para contar histórias.

No entanto, o lado ruim é sobre palavra-chave. Porque está tudo em uma página, você não tem a oportunidade de polir uma palavra-chave para cada tópico individualmente. Em vez disso, tudo fica junto e os robôs de busca não sabem o que é mais importante. Além disso, os links de entrada são todos na URL principal.

Solução: Certifique-se que você tem várias páginas internas de informação secundária, mantenha sua homepage parallax, mas use links tradicionais para outras páginas importantes.

tradução: Cristiane Rocha Thiel
fonte: WDL / Cristiane Rocha Thiel Blog

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *