A importância da reputação na gestão da carreira

São muitas as estratégias adotadas pelos profissionais para alavancar e obter êxito na carreira. Além da competência e do bom trabalho, itens indispensáveis, investir no cuidado com a imagem profissional e pessoal faz toda a diferença na hora conseguir uma boa colocação no mercado de trabalho.

Quem você é? Quais são os seus valores, habilidades, talentos e experiências? Você já parou para pensar sobre isso? E mais importante: você passa a verdadeira imagem de todas essas características para as pessoas que convivem e trabalham diretamente com você?

Sua reputação consiste exatamente nisso. Ela é criada e alterada pelo que você faz e pelo que todo o mundo, inclusive você, dizem sobre a sua pessoa. Infelizmente, a reputação nem sempre é 100% baseada em fatos concretos, mas sim em percepções, opiniões, conjecturas e rumores. A reputação é algo construído no dia a dia, baseado em suas açõees e em como as pessoas que convivem com você interpretam essas ações. Por isso, a criação e gestão da reputação é um processo contínuo e constante, que necessita de um esforço ativo e cuidadoso de sua parte.

É necessário que fique claro que uma boa reputação, especialmente no ambiente profissional, gera respeito e confiançaa da parte de seus colegas e superiores, e até mesmo por parte de algum concorrente, caso você seja dono de um negócio. Empresas comprometidas e sérias costumam levar em consideração a reputação de candidatos a cargos relevantes, já que isso reflete diretamente na imagem do negócio. Colaboradores com boa reputação ajudam a solidificar a imagem do empreendimento como sendo bom e de confiança também.

Em linhas gerais, uma excelente marca pessoal se constrói ancorada em três pilares principais: o seu tempo de carreira, experiência profissional e o que você já conquistou profissionalmente falando; o quanto você investe em si mesmo, em sua formação e sua constante atualização; e em sua imagem, comportamento, trato com as pessoas e jogo de cintura. É necessaário saber balancear esses três pilares da melhor maneira possível, com o objetivo de criar uma reputação sólida e confiável.

E para alcançar esse objetivo, é essencial que haja sempre um esforço contínuo de sua parte em criar, manter e recuperar sua reputação. E esse processo é realizado através de uma profunda compreensão dos mecanismos que influenciam a criação e a manutenção de sua imagem. Trocando em miúdos, a gestão da reputação é essencial na hora de consolidar sua marca pessoal.

A gestão da reputação nada mais é do que gerir de maneira eficiente a sua imagem percebida pelos demais, através da garantia da coerência entre o que você deseja passar e seu comportamento real. Além disso, gerir de maneira adequada a sua imagem passa também pela identificação de fatores-chave positivos que influenciam diretamente a construção e manutenção da reputação.

A gestão da reputação é especialmente importante em momentos de crise de imagem. Com a velocidade atual com que acontecimentos e notícias se espalham, é imprescindível agir com rapidez para estancar a crise antes que ela tome grandes proporções e traga prejuízos permanentes.

Nesses casos, a primeira atitude a ser tomada é reunir tudo que está sendo dito sobre o caso, e saber de onde essas informações estão saindo. A partir disso, traçar as melhores estratégias de contenção da crise e agir! Não negar a existência da situação desfavorável e focar sempre em agir com transparência e coerência. Lidando com a situação de maneira acertada e ética, quase 100% das crises de imagem podem ser contornadas.

Gerir de maneira eficiente sua reputação na era da informação e hiperconectividade a qual vivemos atualmente não é tarefa das mais fáceis. Isso porque até mesmo o conceito de “boa reputação” pode mudar de maneira rápida, e depende de qual empresa ou setor do mercado você está enquadrado.

As necessidades e exigências do mercado de trabalho estão cada vez mais altas e pode ser difícil enquadrar-se corretamente nesse cenário. As empresas estão, a cada dia mais, buscando profissionais que passem e, mais do que isso, consolidem, a imagem que a companhia gostaria de transparecer ao público consumidor, clientes, fornecedores e concorrência. Justamente por isso, há uma maior intolerâcia, por parte das empresas, a erros e expectativas não atingidas.

Sua reputação é como uma “sombra” de você mesmo, projetada. Ela corresponde à realidade, a quem você ê, ou há uma diferença entre o que as pessoas veem e sua verdadeira essênccia Essa é uma questão muito importante quando se fala de gestão da reputação. Em alguns casos, a imagem pessoal de uma pessoa demonstra uma coisa, mas, na prática, o cenário se mostra muito distinto do que era esperado. Esse “gap” pode afetar negativamente sua imagem profissional e o seu posicionamento no mercado.

Por isso, é sempre bom ter cuidado e investir em uma gestão de reputação eficiente, ética e alinhada à realidade. Uma má gestão pode trazer consequências graves à sua vida profissional. Perda de credibilidade, confiança e admiração por parte de seus colegas, chefes e subordinados figuram entre as principais. E sem isso, fica bastante difícil desempenhar suas funções com excelência, não é mesmo?

Para quem ocupa cargos de gerência e de direção, os desafios e dificuldades da gestão da reputação podem ser ainda maiores. Isso porque, nesse tipo de cargo, é necessário conseguir a admiração e empatia de seus subordinados para que o trabalho corra sem maiores percalços. Apesar de ser você a gerenciar os processos, você depende daquelas pessoas para que tudo saia bem, não é? Então, ter uma má reputação entre seus funcionários pode colocar tudo a perder, inclusive o seu cargo.

Por outro lado, se seus subordinados o enxergam como alguém disponível, aberto, que sabe escutar e se colocar no lugar dos demais, que auxilia, orienta e ajuda — como todo o bom gestor —, as chances de o trabalho fluir de maneira produtiva, leve e eficaz aumentam consideravelmente.

Hoje em dia, todos estamos conectados e interligados através da internet. O crescimento das redes sociais possibilitou a interação entre pessoas que, normalmente, não teriam acesso à informações de outra. Isso é realmente maravilhoso, tanto social quanto profissionalmente falando, pois permite que você fique por dentro do que está acontecendo em sua área profissional e aumente sobremaneira o seu networking.

Por outro lado, é necessário muito cuidado com a imagem que você passa em redes sociais, como o Facebook, Instagram ou LinkedIn. Muitas empresas já tem como procedimento padrão investigar as páginas de redes sociais dos candidatos a vagas dentro da companhia e, mais do que isso, acompanhar as postagens e comportamentos de seus funcionários na rede, mesmo depois de contratados.

Entretanto, não é apenas no ambiente online que se deve ter cuidado e zelo quando o assunto é boa reputação e manutenção da imagem. Sua marca pessoal e a imagem que você passa a seus superiores e colegas de trabalho está intimamente correlacionada com a boa gestão de sua carreira. Por isso, cuide de sua imagem pessoal no ambiente de trabalho!

Na era da informação e do conhecimento na qual vivemos atualmente, construir uma marca pessoal sólida é tão essencial quanto os aprimoramentos e atualizações técnicas. As empresas e o mercado de trabalho valorizam e vão em busca de profissionais com boas reputações. Por isso, invista nesse ponto tão importante para a sua carreira profissional! Estude, leia a respeito, esforce-se para mudar alguns hábitos e criar novos, que estejam mais alinhados com a imagem que você gostaria de passar.

autora: Patrícia Dalpra
fonte: Acontecendo Aqui

Assine Nossa Newsletter • Se você deseja receber as novidades do IFDBlog por email, insira o seu logo abaixo:

 
Postado em:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *