O papel certo para sua impressão

Uma dúvida permeia a mente daqueles que fazem material gráfico. Qual o papel certo para meu tipo de material?

A escolha da gramatura depende da relação custo x benefício, da proposta e do tamanho da peça.

Tipos de Papéis

Basicamente as gráficas trabalham com três tipos de papéis: couchê, supremo e reciclato. Cada um deles possui baixas e altas gramaturas e são indicados para um tipo de material. Abaixo explicaremos cada um deles e suas especificações.

Papel Couchê

O couchê é um papel que tem, em ambos os lados, um revestimento que lhe proporciona o aspecto brilhante, além de lhe conferir melhor acabamento e qualidade de impressão. É indicado para impressões que exigem bastante qualidade. Veja a seguir.

Couchê 120g:

• Folders e Flyers;
• Filipetas;
• Cartazes.

Couchê 150g:

• Folders e Flyers mais elaborados que contenham dobras, entre outros.

Couchê 250g:

• Cartão de visita;
• Cartões postais;
• Folhinha;
• Cartões duplos;
• Mini-cartões;
• Marcadores de página;
• Tags.

Folha Duplex

A folha Duplex é um cartão fabricado em duas ou mais camadas de materiais diferentes. A camada superior de material melhor, monolúcido (Semelhante ao papel Kraft, entretanto, com menor resistência mecânica). Indicada para materiais como: bloco de calendários e folhinhas.

Papel Reciclato

O papel Reciclato é composto de 50% de aparas de papéis (sobra de papel), sem impressão. O restante é composto de 20 e 50% de papéis impressos reciclados, variando de acordo com o efeito que se deseja obter. Consegue-se uma grande variedade de cores e texturas, é indicado para impressões de: cardápios de restaurantes, papéis timbrados, receituários, folhas centrais de livros e folders/flyers (90g para peças menores e acima de 150g para peças maiores).

Papel Supremo

O papel Supremo tem com principal característica a resistência. Um dos lados é mais brilhante e outro mais opaco. Normalmente usa-se o lado mais opaco para imprimir mapas, calendários, entre outros.

Utilizado em:
• Cartões de visita;
• Capas de livro;
• Displays;
• Postais;
• Ímãs de geladeira;
• Calendários;
• Pastas;
• Cartões duplos;
• Mini-cartões;
• Marcadores de página;
• Tags.

Papel Offset

Este é um tipo de papel indicado para impressão de papéis timbrados e receituários. Ele possuí características ideais para impressão Off-Set e litográfico em geral. Fabricado com celulose branqueada, bem colado, superfície uniforme livre de felpas e penugem, além de ser resistente à ação do tempo.

O papel e suas principais características.

O papel é o suporte para nossas ideias em todo e qualquer material gráfico. Todos eles possuem características, o que os tornam específicos para cada tipo de trabalho. Abaixo suas principais:

Peso (gramatura)

Os papéis são identificados pela sua gramatura, variando normalmente de 50 a 350 gramas definindo o peso e volume final do impresso. A gramatura é fator preponderante na composição de custos do impresso, tanto na impressão, quanto na distribuição, principalmente via correio, onde o peso é o principal. A porosidade também determina a espessura do papel.

A gramatura é o peso em gramas medido por metro quadrado de uma folha de papel, por isso sempre especifica-se: g/m². Gramaturas: 56, 63, 75, 90, 120, 150, 180, 210, 240 g/m².

Formato

Um formato bem definido proporciona melhor aproveitamento do papel, evitando desperdício. Isto vale tanto para custos e consciência ecológica.

Cor

A cor do papel, seu grau de alvura e opacidade, determinam sua aplicação. Como as tintas Offset contém transparência, a cor pode sofrer alteração de acordo com o papel utilizado. Recomenda-se papéis com bom grau de alvura para reprodução de policromias. Papéis levemente amarelados e com alto grau de opacidade são indicados para livros (leitura), evitando o cansaço visual e a transparência de textos e figuras de uma página com relação ao verso desta.

Textura

Podemos considerar como textura, tanto o aspecto da superfície do papel (lisos, texturados, telados, calandrados, entre outros), quanto ao seu grau de rigidez. Cada tipo de impresso pode necessitar de uma textura diferente.

autora: Luciana Araújo

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *