É preciso entender o comportamento do usuário

Após traçarmos o planejamento e criarmos as peças a serem divulgadas, é natural surgirem perguntas como “Os usuários vão interagir com a mensagem?”, “Teremos uma boa taxa de abertura?”, ou ainda “Qual o melhor horário para enviarmos uma campanha de email marketing?”.

No entanto, tão ou mais importante do que responder estas questões é compreender, em detalhes, o comportamento dos usuários.

Um levantamento realizado pela Boomerang apresentou alguns dados interessantes que podem ajudar a melhorar a performance de uma campanha de email marketing.

De acordo com o estudo, que analisou aproximadamente cinco milhões de emails, as pessoas recebem cerca de 150 mensagens por dia e gastam mais de duas horas e meia com elas. Neste contexto, os usuários deletam mais de 70 emails e gastam cinco minutos com este processo.

Então, o que é preciso fazer para se diferenciar e conseguir destaque na caixa de entrada dos usuários? O levantamento dá algumas dicas e aponta, entre outros itens, as palavras, termos, verbos e expressões que não devem ser utilizados em ações de email marketing, como “confirmar”, “junte-se a nós”, “assistência”, “convite”.

Por outro lado, o estudo diz que as pessoas têm tendência a aceitar bem palavras como “conferência”, “cancelamento”, “pagamento”, “demonstração”, “oportunidade”. Se analisarmos, vamos perceber que estas palavras estão associadas a experiências: participar de uma demonstração ou assistir a uma conferência.

Trata-se de mais uma prova de que o internauta não quer receber somente informações técnicas ou boas promoções. Ele quer ser surpreendido e, neste contexto, oferecer algo inusitado – como uma experiência – é realmente eficaz.

Pense nisso! Estude o comportamento do internauta e não se limite a fazer o básico. Afinal, a comunicação só agrega valor a uma marca quando sai da mesmice!

autor: Victor Popper
fonte: Adnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *