12 regras para os profissionais de propaganda e marketing

  1. 12 regras para os profissionais de propaganda e marketing




Jae Goodman, chefe de criação e um dos presidentes da CAA Marketing de Los Angeles (uma das agências mais respeitadas dos EUA), listou ao site AdWeek essa semana algumas regras para profissionais de propaganda e marketing – e que podem ser aplicadas à realidade de profissionais de outras áreas.

Uma delas é polêmica e coloca em cheque a velha máxima “o cliente tem sempre razão”. Goodman conta que, em um momento decisivo na carreira, percebeu que precisava responder a algumas questões: “O que eu aprendi com colaboradores, mentores, clientes e que definem minha primeira década de carreira? O que eu sei que eu sei? Quais são as minhas regras de trabalho?”.

Assim, escreveu suas regras em um papel e o guardou. Ele acabou esquecido por anos. Seu assistente na agência achou o papel um dia e gostou do que viu. Sugeriu compartilhar suas ideias com todo o pessoal.

“Essas regras talvez não sejam para todos. Elas certamente não são totalmente compreensíveis ou perfeitas. Algumas nem mesmo são regras. Mas têm me servido e aos meus clientes”, alerta Jae Goodman.

Confira a seguir as 12 regras de Jae Goodman:

1. Apenas crie, aprove, produza e defenda um trabalho no qual você pessoalmente acredita. Melhor ser despedido agora ao dizer o que você acredita ser certo do que ser pago pelo que você acredita ser errado.

2. Trabalhe somente com clientes e colaboradores dos quais você gosta e que você respeita. E eles irão respeitá-lo. (Sobre respeito: respeite os outros, respeite você mesmo, respeite o cliente, respeite o trabalho).

3. O cliente nem sempre tem razão. Se você concorda automaticamente com os seus clientes, então você não está levando a eles nada de novo, falando nada que eles já não pensem. Isso signfica ser redundante. Isso significa que você não está trazendo novas ideias. Eles lhe pagam por ideias. Você está despedido.

4. Mas frequentemente o cliente tem razão! E o cliente sempre tem a palavra final. Mantenha a sua mente aberta. Não tenha medo de mudar de ideia. Só não faça isso com muita frequência.

5. Sempre comece uma reunião com uma verdade irrefutável. Encontre algo de comum acordo antes de desafiar colegas e clientes com um novo modo de pensar.

6. Clientes não estão preocupados em saber o quanto você sabe até eles saberem o quanto você se importa. (Em uma indústria obcecada com informação, inteligência, ideias, respostas concisas, às vezes a parte mais importante do seu trabalho é se lembrar que a pessoa à qual chamamos de “cliente” é uma pessoa).

7. 1, 2, 3, morto. Se eles falam “não” para sua ideia três vezes, na quarta vez irão dizer “não” para você.

8. Um grande trabalho vem da… verdade.

9. Nós não somos artistas. Nós somos solucionadores de problemas.

10. Ganhe no mercado, não na reunião. (Isso irá lhe salvar de muitos emails exclamando “Grande reunião!” e ocasionalmente permitirá você a enviar um único email dizendo “Grandes resultados!”).

11. Email não é um substituto da interação pessoal.

12. É um negócio colaborativo.

autor: Guilherme Dearo
fonte: Exame Marketing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *