Qual o nível de maturidade de uma empresa?

  1. Qual o nível de maturidade de uma empresa?




A maturidade de uma pessoa, em geral, está associada ao conhecimento que ela adquiriu ao longo do tempo e, principalmente, a como ela domina esse conhecimento e consegue transformá-lo em resultados. Amadurecer significa desenvolver-se e evoluir continuamente.

No caso de uma organização, o conceito é o mesmo. Assim, podemos dizer que a maturidade empresarial está associada ao conhecimento interiorizado ao longo do tempo de serviço e como esse conhecimento se transforma em resultados efetivos. Dessa forma, a maturidade corporativa está relacionada aos seus principais processos e a como eles são planejados, executados, controlados e gerenciados.

Parece complicado, mas se olharmos na prática fica mais fácil. PME, pergunte-se o seguinte: quais são os procedimentos no processo de “pagamentos” de sua empresa, por exemplo? Eles são os mesmos de alguns anos atrás? Provavelmente algumas coisas mudaram, não é mesmo? Em geral, novos cenários, erros e falhas ajudam a melhorar e aperfeiçoar as práticas.

Porém, a constante mudança também pode trazer perdas. Por exemplo: uma pessoa pode sair da empresa e a atividade que ela desempenhava pode deixar de ser executada ou ser feita com má qualidade, caso esse conhecimento não esteja devidamente formalizado ou não seja repassado a outros. Mas, mesmo nesses casos, é possível aprender para fazer melhor da próxima vez.

Nível de maturidade de gestão

Uma empresa também pode apresentar níveis de maturidade diferentes quando analisamos as diversas áreas da gestão: processos básicos, estratégia, marketing, sustentabilidade, pessoas, inovação, etc.

Conhecer e identificar o nível de maturidade de gestão da empresa é um diferencial importante, pois esclarece os aspectos que estão gerando gargalos e atrapalhando o desenvolvimento do negócio, ajuda a potencializar as áreas de oportunidades e facilita e orienta os pontos a serem desenvolvidos.

Existem diversos modelos para medir a maturidade de gestão das empresas. De modo geral, elas levam em conta de quatro a cinco passos. No primeiro, a companhia não possui nenhum método ou procedimento formal de gerenciar seus processos e projetos. Do segundo ao terceiro, a organização já possui algum gerenciamento, ferramentas e, em certos casos, os processos já estão em fase de integração.

Já no quarto e quinto passos, o gerenciamento já está completamente integrado, com objetivos definidos e suporte da liderança. A variação da maturidade vai depender de como são os procedimentos para determinar e melhorar os gargalos da companhia. Ou seja, o quanto a empresa leva em consideração uma política de melhoria contínua.

Para as PMEs brasileiras que não possuem profissionais de gestão que façam essa análise, contratar uma consultoria pode ser uma boa solução, já que é possível obter uma avaliação detalhada e, em cima disso, montar um plano de ação compatível com o negócio e mercado de atuação. O importante é ter em mente que determinar o grau de maturidade da sua empresa pode fazer a diferença na hora de adentrar novos segmentos, já que é possível saber o quanto sua PME estará preparada para o mercado, principalmente em relação à concorrência.

fonte: Microsoft Empresas – Pensando Grande

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *