Patrocinadores como fator de mudança no futebol





O futebol brasileiro vive um momento paradoxal, já que, ao mesmo tempo em que nunca se gerou tantos recursos, os clubes demonstram não estarem preparados para esse boom de investimentos e novas receitas.

Estamos vivenciando uma série de graves problemas de credibilidade perante o mercado, com abordagens que nada contribuem para o fortalecimento institucional da Indústria.

Isso fica claro em opiniões desastradas de dirigentes, questionamentos de parceiros via mídia, posicionamentos equivocados em momentos de crise, pedidos de ajuda do Governo para poderem continuar gastando, sem limite e controle.

Em minha opinião temos que mudar radicalmente o futebol brasileiro e acredito que os patrocinadores têm papel fundamental nesse processo.

Um bom exemplo recente foi o projeto da Ambev – Movimento por um Futebol Melhor. A empresa escolheu não colocar dinheiro nos clubes, mas contribuir para que haja uma efetiva mudança neste cenário de descontrole, novas receitas e falta de credibilidade. O próprio slogan demonstra que minha preocupação é a mesma que da maior empresa do Brasil.

Espero que outros patrocinadores também se posicionem As empresas precisam cobrar dos clubes uma abordagem mais profissional, já que são companhias bilionárias, e algumas até têm ações negociadas na bolsa.

A minha ideia é que os patrocinadores saiam da zona de conforto e exijam contrapartidas dos clubes patrocinados, muito além da visibilidade nas propriedades esportivas.

A mudança passa pelos donos do dinheiro, que precisam enxergar que um clube patrocinado deve atrair valores positivos para as marcas e não polêmicas e notícias negativas. Além, é claro, de cobrar um projeto de marketing condizente com as necessidades de seu negócio.

Se isso ocorrer, os maiores beneficiados serão os clubes, que verão suas marcas se valorizarem e terão parceiros de peso para construir um negócio muito mais sólido que a realidade atual.

Não é possível que a cada dia que nos aproximamos da Copa do Mundo vejamos tantas notícias negativas associadas aos clubes. Imaginava que seria bem diferente quando projetava esse novo mundo, alguns anos atrás.

Por isso, acredito que os patrocinadores podem ser decisivos nesse processo de mudança que temos de implementar no futebol brasileiro.

As marcas devem cobrar dos clubes patrocinados o mesmo nível de credibilidade, criatividade e rigor estratégico das outras disciplinas de marketing e comunicação.

Com essa abordagem mais crítica e construtiva podemos, de forma concreta, mudar o futebol brasileiro para melhor.

autor: Amir Somoggi
fonte: http://www.meioemensagem.com.br

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *