O grande segredo do marketing com sites de busca

Você vai se surpreender, mas a verdade é que o maior segredo do marketing com buscadores, não tem nada a ver com os buscadores em si.

De nada adianta estar no TOPO DAS BUSCAS se o anuncio não é clicado ou pior, se ele é clicado, mas a página que o visitante abre não passa a mensagem adequadamente e não vende o peixe!

Quando o visitante acha seu site no meio da busca, ele vai ler algumas palavras e julgar se tem a ver com o que ele está procurando ou não. Se tem ele clica, caso contrário, babau!

Você só tem alguns segundos para fazer o leitor ou leitora, clicar. E este é apenas o primeiro obstáculo. Veja lá o que vai dizer…

Para entender melhor o grande segredo do marketing com buscadores, vamos assumir que você conseguiu que o internauta clicasse. Agora ele está em suas páginas. O que acontece?

A mesma coisa de antes: em alguns segundos, a pessoa decide se fica no site ou parte para outra. O visitante se pergunta, “o que tem aqui pra mim?”.

E você tem apenas 3 segundos para responder. Senão já era. Ele salta fora e as chances são de nunca mais voltar.

Já é ruim se ele veio de uma página otimizada, mas é ainda pior se vem dos links patrocinados.

Chocado?! Bem, alguém precisava te dizer a verdade, mesmo que doesse, mesmo que você não gostasse. E esse alguém, sou eu.

E se isso foi chocante para você, saiba que é apenas o prelúdio. Passado o teste dos três segundos é que a coisa fica séria.

Agora você precisa vender seu peixe e isso se faz com palavras – que por sinal, também contribuem para otimização junto aos buscadores – e não com imagens.

É por isso que você precisa examinar os textos de suas páginas e avaliar os resultados concretos. Não apenas da otimização, mas os resultados esperados da redação.

Se você pensar na Internet como um meio de marketing direto vai perceber que um resultado de 1% a 3% é razoável – a média mundial é muito menor que isso. A maior parte dos sites que conseguem algum resultado, fazem uma venda a cada milhar de visitantes ou mais.

O fato é que você só tem esta chance, 3 segundos para viver ou morrer. Quer dizer, em poucos segundos, o visitante decide se fica ou sai da sua página, e da sua vida.

Duas obras que podem ajudar a escrever melhor são o ebook ‘Redação Hipnótica’ e o ebook ‘Ferramentas Emocionais de Venda Hipnótica’.

Ninguém discute que a arte é importante para seu sucesso na Internet… Durante os primeiros três segundos. Depois, o design deve desaparecer, para destacar a redação.

Lembre-se que “a imagem seduz, mas é o texto que vende”. A redação é que vai te ajudar a passar a mensagem e vender o peixe.

AIDA

Popular desde o seu surgimento nos anos 1920, a formula de redação AIDA é uma maneira simples e eficaz de transmitir sua mensagem que funciona até hoje.

AIDA é uma sigla que significa Atenção, Interesse, Desejo e Ação. Quer dizer, chame a atenção do leitor, crie interesse genuíno, desperte o desejo pela oferta e chame para ação.

Vamos ver isso mais de perto?

Atenção – a pessoa que está de frente para sua página, tem um problema que quer resolver ou não teria navegado até lá. Identifique este problema na primeira linha, com letras garrafais, e uma frase de impacto. Algo que chame a atenção.

Vá até a banca mais próxima e olhe as revistas e jornais a mostra. Note que as publicações fazem exatamente o que está descrito acima. Os periódicos precisam chamar sua atenção, para que você compre e usam a formula da manchete para fazê-lo.

Em vez de dizer, “bem vindo ao site…” ou “nosso site oferece…” pense no que seu cliente gostaria de ler logo de cara. O que o faria continuar a ler? Qual o maior beneficio de sua oferta?

Interesse – se o título do anúncio fisgou o leitor, agora é hora de alimentá-lo com informações que o ajudem a tomar uma decisão adequada (e contratar seus serviços).

Apresente fatos, estatísticas, uma anedota, ou o carro chefe da criação de interesses: conte uma história. Não exagere. As pessoas não são bobas, especialmente na Internet onde podem comprovar ou desmentir o que você disse com alguns poucos clicks.

Desejo – criando interesse você mantém o leitor na página, e é hora de despertar o desejo pelo que você está oferecendo. Novamente, carregue nos benefícios. Tente fazer com que o leitor sinta como é ter o seu produto e o quanto ele perde por não tê-lo. Mostre como é fácil obter o que você oferece e como isso vai resolver os problemas que ele enfrenta.

Ação – você pode até discordar, mas as pessoas não sabem exatamente o que você quer que façam no final de um anúncio. É preciso chamar o leitor à ação. Diga a ele exatamente o que quer que ele faça, seja preencher um formulário, comprar um produto, assinar um boletim, baixar um programa ou ebook grátis, etc.

Faça um teste: navegue por aí e verá que poucas páginas chegam a dizer algo como ‘preencha este formulário’ ou ‘ clique aqui para fazer o seu pedido’. Quer dizer, depois de todo o trabalho para atrair o visitante, chamar sua atenção, criar interesse e despertar o desejo, nada acontece, porque o autor da página (você?) esqueceu de dizer o que quer.

Você não está cansado de ver páginas que falam, falam e não dizem nada? Então use a formula AIDA para não cansar os seus leitores.

E veja seu negócio decolar!

autor: Renato Fridschtein
fonte: Estrategista

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *