Minha mensagem foi considerada spam, e agora?

  1. Minha mensagem foi considerada spam, e agora?




Alguma vez você já tentou enviar e-mails para alguém e descobriu que o destinatário não recebeu sua mensagem? Para as empresas que tem o marketing digital como principal estratégia, este problema pode ser ainda mais grave, já que em muitos casos o e-mail marketing é uma das ferramentas de vendas que pode comprometer seu faturamento caso não esteja funcionando como deveria.

Para aumentar a chance das suas campanhas de e-mail marketing terem as taxas de abertura e cliques desejadas, separamos tópicos sobre o assunto que valem a pena serem discutidos. Acompanhe:

As funções e o funcionamento dos filtros de spam

O sistema de SPAM existe para realizar uma triagem do que o dono do e-mail realmente tem interesse em receber em sua caixa de entrada. Além disso, o SPAM funciona para impedir a propagação de mensagens maliciosas como tentativas de golpe e arquivos infectados com vírus.

Para proteger seus usuários, os servidores de e-mail criaram uma metodologia para determinar quais mensagens iriam para a caixa de entrada do destinatário e quais seriam categorizadas como spam. Esta política de categorização adota diversos fatores para caterigorizar os e-mails, sendo uma delas a inclusão de IPs, domínios e e-mails em blacks lista.

O que é a Black List?

Black List, ou simplesmente lista negra, são listas que reúnem endereços de e-mail, IPs e domínios que foram denunciados como propagadores de spam na internet.

No geral, a função das Black Lists é disponibilizar consultas para os provedores de e-mail, de modo que estes possam verificar se uma mensagem deverá ou não ser entregue ao destinatário. Dessa forma, os provedores poderão recusar o recebimento de mensagens de certos endereços por não serem considerados confiáveis.

Como suas mensagens podem ser classificadas como spam?

Para ser incluído em uma Black List, os e-mails enviados devem ser denunciados como spam por parte dos destinatários que os receberam. Isto significa que se você enviar um determinado e-mail para uma lista de contatos e alguns membros desta lista relatarem o e-mail como sendo uma mensagem indesejada, haverá grandes chances do seu domínio, e-mail ou endereço de IP ser adicionado em uma black list. Além disso, alguns outros fatores que podem motivar a inclusão em uma black list são:

  • Envio excessivo de e-mails de massa denunciados como spam (em muitos casos para uma lista de contatos que não optaram por receber seus e-mails);
  • Mensagens com conteúdos maliciosos;
  • Sites que apresentam vírus ou links para baixar programas maliciosos;
  • Excesso de links no corpo de e-mails;
  • Uso de palavras chave em e-mails como, por exemplo: dinheiro, ganhar, comprar, clique aqui, grátis, entre outras;
  • Envio de mensagens para de listas de e-mails compradas (independente do conteúdo que se esteja divulgando, a compra de listas de e-mails possuem uma alta taxa de rejeição por parte dos destinatários e, deste modo, os e-mails do rementente podem ser facilmente considerados spam).

Vale ressaltar ainda que os spammers não são os únicos a serem adicionados a uma black list. E, por mais que se tenha um sistema de e-mail legítimo, uma empresa também poderá acabar fazendo parte destas listas se apresentar algum dos comportamento descritos acima.

Como tirar sua empresa da Black List

O primeiro passo para sair de uma black list é identificar a sua inclusão nesta. Neste caso, basta estar atento ao número de e-mails que estão sendo rejeitados pelos seus contatos, bem como as mensagens de erro que estão retornando após o envios dos e-mails.

Após suspeitar da sua inclusão em uma black list, vale a pena consultar as principais para certificar-se. As mais conhecidas são Spamhaus, Spamcop, SURBL, SORBS e URIBL.

Há ainda ferramentas que auxiliam a listar e identificar as black lists em que se está incluído. Um exemplo é o site Mxtoolbox onde basta inserir um endereço de IP e realizar a consulta.

Após constar a existência de seu domínio, IP ou e-mail em uma black list, basta entrar em contato com cada uma delas e solicitar a remoção. Vale ainda promover uma breve descrição do seu negócio bem como as medidas que você ou sua empresa irão tomar para manter-se fora da lista negra e evitar o envio de spam.

Caso haja dificuldades para identificação e remoção, vale contar com o apoio de empresas especializadas para auxiliar você e sua empresa.

Como evitar o spam

Mesmo tirando a sua empresa das temidas black lists, vale a pena estar sempre atento para que tal inconveniente não volte a ocorrer. Além dos comportamentos citados anteriormente, é interessante incluir na sua rotina boas práticas. Algumas delas são:

  • Fazer uso de lista segmentada: Enviar e-mails somente para contatos que aceitaram receber os e-mails da sua empresa;
  • Monitorar os erros de envio: Excessos de rejeições de e-mails enviados podem ser categorizados como ameaças;
  • Evite anexos: Evitar arquivos anexos com as extensões .zip, .swf, etc;
  • E-mails com domínios próprios: Evite utilizar e-mails gratuitos como hotmail, gmail, yahoo, entre outros, para envio de suas mensagens.

Devido ao trantorno que a inclusão de sua empresa em uma black list pode causar a sua estratégia de marketing digital, é importante manter o comportamento online de sua empresa o mais próximo possível do aceito pelos servidores de e-mail.

fonte: Content Tools

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *