Homens São Analógicos, Mulheres são Digitais

  1. Homens São Analógicos, Mulheres são Digitais




O livro “Homens São Analógicos, Mulheres São Digitais”, de autoria do presidente da Grey Brasil, Walter Longo, está disponível para download gratuito na internet. O estudo aborda a importância de as corporações adotarem o arquétipo feminino na realidade pós-digital em que vivemos.

O autor corrobora sua tese ao traçar a diferença de visão do mundo pelos gêneros, destacando as potencialidades de homens e mulheres para o desempenho de atividades e o desenvolvimento das corporações.

Vale lembrar que, no Brasil, as estatísticas comprovam que as mulheres já são mais conectadas que os homens.

De acordo com levantamento do Ibope Inteligência, divulgado em fevereiro, as mulheres são as que mais acessam a Internet no Brasil.

Em números porcentuais, as internautas representam 53% dos usuários, enquanto que os homens representam 47%. A pesquisa foi realizada entre julho e dezembro de 2014 e com população acima de 16 anos.

Segundo Walter, “num mundo pós-digital, em que as organizações são cada vez menos hierárquicas e mais matriciais, onde os sistemas colaborativos de gestão ganham força e busca-se cada vez mais profissionais multitarefas, o arquétipo feminino passa a ser preponderante não apenas como força de trabalho, mas principalmente como liderança das organizações.”

Para fazer o download do livro, clique aqui.

Para Completar

Participação de Walter Longo no programa Roberto Justus+ sobre as diferenças nas relações de homens e mulheres com o universo digital.

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *