Estudo revela a rede social mais nociva à saúde dos jovens





Um novo estudo promovido pelo Young Health Movement afirma que praticamente todas as plataformas de mídia social têm um impacto negativo no bem estar de jovens de 14 a 24 anos. A pior de todas, no entanto, seria o Instagram, seguido do Snapchat, Facebook e Twitter. Segundo matéria do Guardian, essas 4 redes sociais têm um efeito negativo porque podem exacerbar as preocupaçoes de crianças e jovens sobre sua imagem corporal e agravar o bullying, problemas de sono e sentimentos de ansiedade, depressao e solidao. Dentre as 5 redes sociais mais populares, só quem escapou da condenaçao foi o YouTube, cujo impacto na vida dos jovens foi considerado positivo. O site de vídeos se saiu muito mal no impacto na qualidade do sono, mas foi aprovado em 9 de 14 categorias, entre elas compreensao da experiência de outras pessoas, auto-expressao e apoio emocional.

fonte: Bluebus

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *