Cliente Ideal: A personificação do seu público-alvo

  1. Cliente Ideal: A personificação do seu público-alvo




Então você já tem a sua missão clara, visão bem definida e elencou seus valores. Mas você sabe realmente quais são os anseios do seu público-alvo?

Ok. Seu público-alvo são mulheres entre 25 a 35 anos, com filhos, que residem em grandes capitais e recebem em torno de R$ 4.000 a R$ 7.000 por mês e buscam opções de lazer de valor elevado, com crianças, como viagens internacionais.

O problema é que essa definição de público-alvo é de certa forma limitada. Eu não consigo definir especificamente as necessidades de cada uma dessas pessoas.

Então temos um outro conceito: Cliente Ideal

Quando pensamos no cliente ideal, pensamos em características e hábitos bem mais específicos e descrevemos uma pessoa, e não a um grupo amplo.

A definição do público-alvo não fornece informações precisas o suficiente para guiar as estratégias de sua empresa. A definição do cliente ideal determina um perfil mais detalhado que inclui seus objetivos, preocupações, dificuldades, sonhos…

Aqui todo tipo de informação é importante, porque é a personificação do seu público-alvo. Os detalhes são a chave.

Saber com quem você está falando é a coisa mais importante em um negócio. Como você poderia se comunicar com alguém se você não sabe com quem está falando?

Como você se sente quando recebe mensagem genéricas? Informações irrelevantes? Ofertas totalmente sem sentido para você?

Não procure clientes para seu produto.
Encontre produtos para seus clientes.
– Seth Godin

Você sabe quem é seu cliente ideal?

Para definir o perfil do seu cliente ideal você pode começar tendo em mente as seguintes informações:

1. Escolha 3 clientes atuais que efetivamente geram lucros para sua empresa

2. Quais as características desses clientes?
– Características Demográficas
– Características Geográficas
– Perfil de Consumo

3. Quais são os problemas que esses apresentam e é a sua empresa que sempre resolve?

4. O que esses clientes mais valorizam na sua empresa?

Aqui você já terá muita informação com relação a seu cliente ideal, mas querendo dar um passo além, responda mais essas questões:

1. Que lugares eles frequentam?
Aqui valem locais físicos ou digitais, como redes sociais. Quanto mais específico, o melhor.

2. Onde é que eles obtêm informações?
Jornais? Revistas? Portais? Google?

3. Quais são os seus desafios e frustrações?
Quando você se coloca no lugar essa pessoa e realmente entende suas dificuldades, você está pronto para criar produtos e soluções que atendem pontos de dor específicos. Os desafios e frustrações dos seus clientes ideais afetam uma série de coisas: serviços que você oferece, produtos que você desenvolve, as emoções que você comunica e as histórias de sucesso que você conta.

4. Quais são as suas metas e prioridades agora?
Saber as metas e prioridades do seu cliente ideal vai ajudá-lo a desenhar um retrato do que a vida poderia ser depois de usar seus produtos e serviços. É quando você vende o sonho.

5. Como eles gostam de se comunicar?
Chat? Email? Telefone? Redes Sociais?

6. Que linguagem eles usam?
As pessoas são naturalmente atraídas por outras pessoas que falam a sua língua, tem o mesmo senso de humor ou têm o mesmo ponto de vista. Dá a elas o sentimento de pertencimento e cria lealdade com a sua marca.

7. Qual é o seu orçamento?
O preço é complicado. Preço muito baixo as pessoas subestimam, mas preço muito alto ninguém vai querer pagar.

8. Como é a rotina dessas pessoas?
Imaginar o cotidiano do seu cliente ideal acrescenta um elemento pessoal, humano ao Marketing. Também é bem prático – quando é o melhor momento para entrar em contato? Quando eles são mais propensos a responder a suas comunicações? Quando eles estão mais atentos?

9. O que as faz feliz?
A jornada do cliente é muito além de operações robóticas e a troca de dinheiro por bens e serviços. Como seres emocionais, as pessoas querem interagir com as marcas que os fazem sentir bem sobre si mesmos. Incluir emoções positivas em pontos de contato específicos com o cliente pode criar um nível mais profundo de conexão emocional.

O resultado final será uma melhor compreensão de onde e como alcançar seu cliente ideal.

autora: Cristiane Rocha Thiel
fonte: Blog Cristiane Rocha Thiel

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *