Black Friday dicas: o guia definitivo do iniciante

  1. Black Friday dicas: o guia definitivo do iniciante




Iniciamos o mês de novembro com esta matéria especial: Black Friday. Está chegando. Mas, afinal, o que é o Black Friday? Este termo foi criado pelo varejo para marcar a grande ação de varejo que liquida o estoque antigo, supostamente a preços de banana, dando espaço aos novos produtos que chegam para o período natalino.

Mas, qual a origem do Black Friday? Dizem que tudo começou nos Estados Unidos, no início da década de 60, na Filadélfia. Logo depois, o Black Friday se espalhou para vários países do mundo até chegar no Brasil, já no formato online, a pouco menos de cinco anos.

A grande verdade é que ainda estamos aprendendo a trabalhar com o Black Friday. Por isso vimos um grande fiasco em 2012. O varejista brasileiro ainda não havia entendido o “espírito da coisa” e acabou praticando descontos ilusórios. Abaixo vemos um gráfico de uma TV que subiu drasticamente de preço dias antes do Black Frida.

Já em 2013 a história foi outra. Após muitas reclamações dos consumidores, vimos produtos de ponta de estoque realmente a preços muito baixos. É claro que um e outro ainda continuaram a forjar os preços, mas em geral o saldo foi positivo. Tanto que vimos um aumento de 95% nas vendas em relação a 2012. Gerando R$424 milhões em vendas em um único dia.

Mas, então…

Quais são as regras? Quais os segredos para se dar bem nesse dia? Vamos ver aqui uma série de dicas importantes para que você consiga se dar bem na sexta-feira negra do e-commerce brasileiro.

QUAIS OS PILARES DO BLACK FRIDAY?

Resumidamente, você terá que trabalhar dois pilares: Plataforma + Marketing. São as ações que envolvem as alterações na estrutura e layout da sua plataforma de e-commerce, mais, as estratégias de promoção e marketing. Não tem como dividir esses dois temas, uma vez que os dois se completam no Black Friday, então, vamos dividir em três etapas: antes, durante e depois. Vamos lá?

1 – ANTES DO BLACK FRIDAY

É interessante que dias antes, você comece a criar ações que instiguem o consumidor a ficar mais atento nas promoções que virão em seguida. Para isso você pode trabalhar:

DENTRO DA PLATAFORMA

Modifique o layout da sua loja. Deixe ele com mais cara de Black Friday, alterando a cor dos banners e ícones da loja para preto. Crie uma chamada, dizendo que o Black Friday está chegando e que você irá oferecer grandes descontos em sua loja. Uma boa dica é você criar um contador, como fez o Walmart:

CAPTURA DE E-MAILS

Uma outra boa dica é você captar o e-mail de quem estra em sua loja e possui interesse em receber um email antecipado com as ofertas. Mas, lembre-se: se você prometer que enviará o email antecipado para a lista, faça-o. Essa estratégia de coletar o email dos visitantes é antiga e vejo que muitas lojas virtuais ainda não usam. A dica é usar periodicamente essa “light box” sempre que tiver uma promoção vindo por ai. Essa lista vale ouro, porém, tem que ser bem trabalhada.

GATILHOS PROMOCIONAIS

Crie também um gatilho mental para gerar cliques de interessados no Black Friday. Além de chamar a atenção, esses botões podem ser usados posteriormente para outras ações, como Outlets, ou produtos com frete grátis. Se a sua loja não possui essa opção de botão / gatilho, exija da sua plataforma a implantação. Esse recurso tem sido usado pelos grandes players com sucesso.

Esse clique deverá ir para uma página de pré-cadastro de e-mails ou para um aviso de aguarde. Você poderá criar uma espécie de vitrine virtual de produtos que deverão entrar na promoção, e estampar os preços baixos de forma que gere interesse nos clientes. Mas, no lugar do botão comprar, você vai colocar um simples “Aguarde”.

Dica do professor: sempre, sempre, utilize como destaque produtos de desejo. Não faz sentido você destacar um produto agarrado ou de baixa procura em sua loja virtual. Essa regra também serve para os produtos que ficam na página inicial da sua loja.

E por fim, deixe um formulário de contato abaixo das ofertas para que o cliente se cadastre e você possa usar estes leads para enviar os e-mails de Black Frida.

EMAIL MARKETING

O envio de e-mails antecipado é uma ótima estratégia. Porém, você deve ter cuidado com algumas coisas:

Crie um título matador. Amigo, se você pode ter o melhor layout do mundo, mas se não tiver um bom título, o cliente não vai nem chegar a conhecer esse seu layout bonito. Então, faça algo bacana. Mas, tome cuidado para não cair em spam. Algumas palavras não podem ser usadas no título, como: promoção, oferta, exclusivo, preços baixos… ou qualquer outro termo que demostre apelo comercial. Isso exige que sejamos criativos ou simplistas:

Criativo: “Quer espiar o Black Friday desse ano?”. (bom… não é tão criativo, mas já ajuda a exemplificar)
Simplista: “Receba as ofertas de black Friday antes de todo mundo”.

São apenas sugestões. O que vale é a sua criatividade. Comece a enviar esses e-mails uma semana antes do grande dia. Sobre a frequência, bom… não precisa enviar todo dia. Envie duas a três vezes no máximo.

No dia anterior ao Black Friday, envie um email com as ofertas mais chamativas de sua loja. Meça os cliques e aberturas. A maioria dos sistemas de automação de e-mails, oferecem as estatísticas de acesso ao seu email. Você poderá criar uma lista segmentada apenas das pessoas que abriram e clicaram no seu email de pré Black Friday. Trate essa lista com mais atenção e ofereça algo mais atrativo para essas pessoas no dia da promoção.

COMO ENVIAR EMAILS AUTOMÁTICOS

Para enviar um email marketing, você precisa de três coisas:

– Uma lista de e-mails, que você pode baixar direto de sua plataforma de e-commerce. Pergunte seu suporte como fazer isso.
– Um sistema de envio de e-mails. Vou indicar alguns aqui.
– Um layout. Se você não é designer e não sabe como montar um email, contrate um freelancer para executar tal tarefa. Em geral, eles cobram entre R$200 a R$350 para montar um layout com imagens fatiadas em HTML. Os e-mails simples, de texto, também são uma boa estratégia. As pessoas adoram, porém, o atrativo visual ainda fala mais alto.

Dicas de ferramentas de automação de e-mails:

MailChimp
– Vertical response
– Dinamize
– E-goi

Todas são muito boas. Algumas oferecem um teste gratuito. É bom comparar e ver qual a melhor para o seu caso.

ALGUMAS DICAS IMPORTANTES ANTES DE COMEÇAR

Estrutura de servidores: Pense na estrutura do ser servidor de dados. Se você estiver em um servidor de baixa performance, e tiver muitos acessos no dia, sua loja poderá sair do ar. Converse com alguém do suporte para não passar por este problema. Imagina você cheio de boas ofertas e no dia D, sua loja fica fora do ar.

Estoque: Estruture seu estoque para o Black Friday. Muitas lojas se preparam para o Black Friday lotando os estoques. A estratégia é boa se você tiver preço e uma boa publicidade, mas… não conte com o ovo… Você já sabe.

SEO: Faça SEO com o Black Friday: SEO são técnicas de optimização nos servidores de busca, como o Google. Esse trabalho tem que ser feito antes do Black Friday, com a publicação de conteúdos em seu blog, estrutura de links internos, links externos para o seu site, URLs que direcionem para páginas de pré-cadastro para o Black Friday e por ai vai… SEO é uma arte e não dá para resumir aqui em poucas linhas. O ideal é você conhecer um pouco sobre otimização e ir aplicando aos poucos em sua loja. Mas, isso é uma outra história.

REDES SOCIAIS

Inicie uma campanha pelo menos 10 dias antes do black Friday, convidando as pessoas a entrarem em seu site e fazerem cadastro para receber as ofertas antecipadamente.

FACEBOOK

Crie posts convites: vale a pena patrocinar esses posts para que você possa atingir o maior número de fãs em sua base.

Hashtags: use a hashtag #blackfridaybrasil e #blackfriday. Elas ajudam as pessoas que buscam por descontos a entrar suas ofertas na rede.

Cupons de descontos: acredito que esse tipo de anúncio não vale a pena ser usado. Afinal, o Black Friday já não pratica os melhores preços? Pra que o cupom então?

TWITTER

– No Twitter a estratégia é certa! Faça tweets de pré-lançamento usando as hashtags: #blackfriday #blackfridaybrasil #ofertas #promoções.

2 – DURANTE O BLACK FRIDAY

Chegou o grande dia. Agora é esperar as vendas. É claro que você já pensou na estrutura de atendimento, logística, e tudo o mais que confere um e-commerce de qualidade. Então, vamos às dicas importantes:

NA PLATAFORMA

Transforme sua loja em um grande Black Friday. Nada desse negócio de deixar só o botãozinho. Ele é até legal, mas, o ideal é que sua loja tenha um espaço na página inicial para os produtos em promoção. Ou então, cubra ela toda de Black Friday. Essa última é a solução mais indicada. Mas, lembre-se: só produto matador na home. Nada de produtos agarrados e fracos.

Use os gatilhos mentais: ícones de frete grátis, entrega garantida, 40% de desconto, entrega expressa… funciona muito e geram mais confiança ao consumidor.

RELÓGIO DE PRESSÃO

Algumas lojas utilizam um cronômetro inverso para demarcar o prazo de término das promoções. Esse gatilho também funciona bem. Vale a pena implantar nas principais ofertas. Lembrando novamente: se a sua plataforma não comporta essas funcionalidades, mostre esse post para o seu contato dentro da plataforma e veja o que você consegue implantar até o dia do Black Friday.

EMAIL MARKETING

O email marketing tem que madrugar! As pessoas que acompanham as promoções do Black Friday nem dormem. Por isso, envie e-mails regulares com promoções diversas às 23:00 do dia anterior, às 6:00 da manhã e um email no início da tarde, dizendo que o Black Friday está acabando. Eu sei que são muitos e-mails, mas a ocasião justifica.

REDES SOCIAIS

Aqui o bicho tem que pegar. Prepare-se para dar um show nas redes sociais. Isso envolve publicações pagas e gratuitas. Bom… como então proceder com as redes sociais?

FACEBOOK

– Não precisa exagerar, mas naturalmente, por conta da data, você vai gerar mais publicações. Faça as publicações das suas principais promoções e patrocine para aumentar a visualização e engajamento das ofertas.

– Sempre use as hagstags de promoção, como descrito nas ações de pré-lançamento.

– Sempre utilize um link para sua oferta, diretamente para a página do produto de preferencia. Encurte suas URLs usando um dos serviços, como por exemplo, o migre-me e goo.gl

– Outra dica é taguear esses links para que você possa acompanhar com mais precisão, dentro do Google Analytics, qual foi o real efeito dos seus posts. Para você taguear uma URL e transforma-la em uma campanha dentro do GA (google analytics), você deve usar a ferramenta de criação de links do Google: https://support.google.com/analytics/answer/1033867?hl=en

A URL ficará gigante. Para diminuir, você poderá usar um dos encurtadores descritos acima. O uso do encurtador não atrapalha no tagueamento.

– Você pode criar anúncios de banners nas timelines dos seus clientes já cadastrados em sua loja virtual.

TWITTER

O Twitter é mais livre em questão de quantidade de publicações. Aproveite para divulgar suas ofertas, sem usando as hashtags de promoção. Nunca se esqueça de usar as hashtags e também URL encurtadas e tatuadas.

MONITORANDO A CONCORRÊNCIA

Bom… sabe-se que é um dia de alta concorrência. E como monitorar essa concorrência. Ahaaaa… você pode usar as armas deles contra eles. É fácil:

– Cadastre-se em seus e-mails promocionais.

– Monitore suas páginas nos dias que antecedem e também no dia da Black Friday.

– Busque por ofertas no Facebook e Twitter usando as hashtags promocionais.

Mas, se quiser, poderá utilizar uma ferramenta profissional que indexa os preços dos seus concorrentes e inclusive automatiza o preço praticado. Desta forma, você poderá autorizar a plataforma para aumentar ou baixar os preços automaticamente, de acordo com seus concorrentes.

3 – DEPOIS DO BLACK FRIDAY

O mundo perfeito seria você saber exatamente quais os clientes que entraram em sua loja mais não compraram. De preferencia, clusterizar esses clientes para que você gere automação no envio de emails promocionais logo após o Black Friday. Bom… mas, isso não é tão simples, já que necessita de ferramentas mais sofisticadas. Mas, mesmo falando de pós black friday, deixo uma dica de ferramenta que acompanha esses comportamentos do consumidor. Trata-se do Login Social. Isso mesmo. Existem no mercado algumas ferramentas que identificam seus clientes através de seu login no Facebook por exemplo. Isso poderá gerar dados para um processo de automação daqueles para aqueles clientes que namoraram um produto e não compraram. Para quem não possui essas ferramentas, você poderá utilizar outros meios para aproveitar essa “rebarba” de consumo da Black Friday:

– Veja as estatística de abertura de e-mail e faça listas segmentadas com as pessoas que abriram e clicaram os seus emails. Daí é só criar uma promoção de “Continuação de descontos” e enviar.

– Utilize aquele botão de gatilho que fica na parte superior direita do e-commerce para mostrar que você possui promoções Pós Black Friday.

– Utilize as redes sociais para comunicar a continuidade da Black Friday.

Mas, agora chega né? Não vai ficar dezembro inteira fazendo Black Friday. Depois disso é Natal. Que aliás, será tema do nosso próximo guia. E… no mais, bom trabalho, boas vendas e lembre-se:

Seja verdadeiro e transparente. Nada de manipular preços falsos. Se gerar boas ofertas com clareza, vai adquirir a confiança do seu consumidor e boas vendas, com certeza.

autor: Breno Koscky
fonte: Mercado Ecommerce

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *