A nova era do Social Email





Acelerado pelo crescimento do e-commerce, o mercado de email marketing está pronto para dar um novo salto resultante de grandes inovações lançadas ao longo dos últimos anos. A integração com as mídias sociais e ferramentas de geolocalização, a explosão da leitura de mensagens em dispositivos móveis (smartphones e tablets) e a disponibilidade de softwares de análise capazes de trazer dados cada vez mais detalhados sobre os hábitos de consumo e interesses dos consumidores são alguns dos fatores que criaram um cenário favorável que não somente enterraram as profecias catastróficas de que o email iria morrer, como também o consolidaram como um canal ainda mais estratégico e eficaz para conquistar e fidelizar clientes, aumentar o ticket médio e gerar maior conversão com ofertas personalizadas.

Com os profissionais de marketing cada vez mais conscientes de que é essencial planejar cuidadosamente as campanhas para melhorar as taxas de entregabilidade, aumentar os índices da abertura das mensagens e rentabilizar os investimentos de cada disparo, o email deixou de ser apenas uma mensagem eletrônica, uma evolução do marketing direto que entupia as caixas de correio de nossas casas com panfletos que nunca pedimos para receber, para se transformar definitivamente em um canal de relacionamento e interação entre marcas e consumidores.

Como essas transformações irão impactar o mercado de email marketing a partir de agora? Eis aqui algumas previsões e tendências que podemos arriscar.

Muito mais mobile: Os smartphones e tablets estão mudando drasticamente a forma como as pessoas leem emails, trazendo a necessidade de desenvolver plataformas específicas para otimizar e melhorar a experiência mobile, como a implementação de designs responsivos e outras práticas adequadas aos dispositivos móveis.

Geolocalização: Os aplicativos de geolocalização estão cada vez mais presentes nas estratégias comerciais das empresas de e-commerce. O behavioral targeting também continuará avançando para a criação de ofertas customizadas e o email seguirá sendo o principal canal para alcançar o consumidor onde quer que esteja e a qualquer momento.

Social Mídia: As fronteiras entre o social e o email continuarão caindo. As marcas seguirão incrementando as experiências sociais para seus consumidores, criando campanhas que analisam dados coletados nas redes sociais para formatar as mensagens com conteúdos mais relevantes para audiências específicas. Além disso, as campanhas irão integrar estes conteúdos através de diversos canais que serão complementares.

Big Data Intelligence: Coletar e peneirar uma grande quantidade de dados a partir de diversas fontes se torna mais e mais essencial para formatar campanhas de email marketing inteligentes e com altas taxas de retorno. As marcas que utilizarem estrategicamente o Big Data conseguirão alcançar mais aberturas, cliques e um maior engajamento.

Vídeo: O crescimento da Smart TV levará a um uso cada vez maior do vídeo nos emails, já que será mais fácil ver vídeos em telas maiores. Esta tendência deverá encorajar os assinantes a interagir mais “ao vivo” com as marcas, que poderão, por exemplo, enviar cupons de promoções para endereços de email que poderão ser acessados apenas clicando no controle remoto da TV.

Segurança: As empresas vêm demonstrando maior preocupação com a segurança do domínio de email. O phishing virou o “inimigo nº 1” dos profissionais de TI, que estão buscando soluções cada vez mais completas para evitar esse tipo de abuso e aumentar a segurança das empresas. A expectativa é de que continuem implementando práticas de autenticação apropriadas para se defenderem de ataques.

Todas essas evoluções inauguraram a era do Social Email. Já se foi o tempo que os consumidores assinavam centenas, milhares de newsletters para não perder nenhuma oportunidade para fazer um bom negócio. Sufocado por uma enxurrada de spams e mensagens sem a menor relevância, eles estão cada vez mais seletivos e só querem receber nas suas caixas de entrada promoções e sugestões de produtos e serviços que estejam realmente conectados com seu universo de consumo. E você, caro leitor? Vai embarcar nesta era ou vai continuar enviando panfletos eletrônicos como em um tiroteio às escuras?

autor: Louis Bucciarelli
fonte: http://www.mundodomarketing.com.br

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *