6 dicas imperdíveis de como otimizar sua landing page

  1. landingpage-lp




Muitas pessoas já utilizam landing page (ou LP) e sabem que ela ajuda a aumentar o número de leads e, consequentemente, as vendas. Porém, poucos sabem como aproveitar o melhor dessa ferramenta pela falta de conhecimento. Por isso, vamos “quebrar o seu galho” e ajudá-lo dando seis dicas imperdíveis para bater sua meta de leads. Vamos lá?

1. Tenha uma boa gramática

Uma boa gramática transmite mais credibilidade ao que você diz. Não apenas a gramática em si importa, a objetividade e a clareza do texto também são de vital importância para que a mensagem seja facilmente compreendida pelos visitantes. Somente com esse pequeno detalhe se pode melhorar e muito a conversão. Afinal, se os visitantes não entenderem o “recado” como poderão cumprir a call-to-action? Por isso, se policie a respeito do uso correto do português.

2. Seja minimalista, mas abuse de variações

Não sobrecarregue a landing page de informações e faça o máximo que puder para os clientes não fiquem confusos. Uma boa dica é economizar nas palavras para passar a ideia com maior clareza e aumentar os resultados.

Outra dica importante: antes de escolher as cores do fundo é imprescindível conhecer o gosto do seu público-alvo. Aliás, dependendo do nicho, cores muito quentes podem não convertem tão bem se comparado a cores fracas. Por exemplo, imaginemos uma landing page do nicho de saúde com cores fortes e extravagantes como o vermelho. Não seria nada legal, não é mesmo? Mas… e se fosse um azul claro? Bem melhor!

Além das cores, podemos usar imagens e vídeos. O problema aqui não é a variedade de imagens disponíveis e sim escolher uma que transmita o benefício do produto ou serviço para o visitante. Para piorar a situação ainda precisamos quase periodicamente testar novas imagens a fim de conseguir resultados mais satisfatórios. Então, o que podemos fazer?

Basicamente, diversificar a página inteira a partir do estilo do seu público-alvo. Primeiramente, alterar o background com uma imagem seja com um vídeo. Depois as cores do texto, cores do título, cores do campo de preenchimento do e-mail entre outros pequenos e significativos detalhes da sua landing page como, por exemplo, usar contraste e setas.

Enfim, o importante é não se prender a sacadas incríveis ensinadas por aí e sim testar para garantir melhores resultados. Lembre-se, como diz Thomas Edison, o trabalho é 99% de inspiração e 1% de inspiração.

3. Pense no usuário: transmita a mensagem em uma linguagem que o seu público-alvo entenda

Apesar da LP ser um valioso recurso de vendas, ela não tem nenhuma importância se você não conhecer bem o seu público-alvo. Por esse e outros motivos é de extrema importância que você saiba de antemão quem são seus leads.

Então, se você ainda não sabe quem é o seu público-alvo sugiro descobrir agora mesmo! E para isso vamos ajudá-lo a definir seu persona (ou público ideal) com o mapa da empatia. Já ouviu falar? Se não, não tem problema…é só continuar lendo.

O mapa da empatia serve para lhe auxiliar a definir os seus leads a partir de vários fatores. Basicamente, através do preenchimento do mapa, você se sentirá mais seguro para transmitir a mensagem e assim conseguir aumentar o número de conversões.

Para facilitar, logo abaixo está o modelo a ser preenchido. É bem simples e acredito não precisar de mais explicações. Se você tiver qualquer dúvida, não hesite em em perguntar.

Mapa Empatia - Landing Page

4. Foque na ação do visitante

Um usuário comum da internet não está querendo ler longos e cansativos textos em nenhum site, e não seria diferente numa LP. Logo, se o visitante quer evitar ao máximo ler, diminua seu texto, remova palavras e altere frases. Faça com o texto fique mais atrativo visualmente, sem grandes enrolações e direto ao ponto.

Agora que você já sabe como conquistá-lo no jogo de cintura não tenha dó de usar recursos visuais como espaçamento entre linhas, negrito, CAIXA ALTA, marcadores etc. Agora vou deixar ambos a sós e ir para a próxima dica.

5. Detalhes são importantes!

Já reparou que a grande maioria das landing pages focadas em vendas não tem sequer um depoimento de cliente? Um grave descuido, por sinal! Você sabia que a experiência de outros clientes passa maior credibilidade e é um fator decisivo na hora da compra? Porém, muito cuidado ao não poluir a página apenas com depoimentos. Lembre-se do objetivo da sua landing page.

Já que você é uma pessoa legal pode fazer agora mesmo uso de depoimentos. Só não esqueça de colocar as fotos dos clientes, tá? Pense “fora da caixa” e use também depoimentos ricos em detalhes e não unicamente depoimentos com muitos elogios.

6. Testes A/B

Os testes A/B são usados para se comparar dados com variáveis bem definidas O seu principal propósito é obter dados precisos para então poder modificar a landing page e, assim, alcançar mais conversões.

Tirando a parte técnica, é muito simples fazer as alterações da LP. Basta alterar títulos, descrições, tamanhos, fontes e o background. No começo, teste somente uma alteração por vez, em hipótese alguma, mais de uma alteração ao mesmo tempo, pois nunca se saberá qual foi a mudança que provocou um resultado positivo. Chega de bagunça, não é mesmo?

Você poderá começar os testes com cerca de 100 visitantes. Este é um bom volume para notar as diferenças e comprovar hipóteses. Com os dados em mãos, é possível decidir com precisão o que funciona e o que não funciona e saber onde precisa ser alterado para uma maior taxa de conversão.

Para facilitar sua análise, existem empresas que ajudam a realizar os testes através de uma integração com o próprio site. Dentre os mais famosos estão Unbounce, Optimizely e o gratuito Google Experiments.

Infelizmente, os resultados dos testes costumam ser demorados, pois todo o processo é realizado de forma natural. Entretanto, é a maneira mais confiável para verificar o andamento de uma landing page.

autor: Yuri Moreno
fonte: Digitais do Marketing

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *