5 dicas de endomarketing para você aplicar na sua empresa

  1. 5 dicas de endomarketing para você aplicar na sua empresa




Para uma empresa conquistar clientes, parceiros e ser reconhecida no mercado, dentre outras ações, é essencial trabalhar sua comunicação. A forma como você ‘fala’ para seus consumidores faz toda a diferença em como eles perceberão sua marca.

Chamamos isso de imagem projetada (forma como você se coloca para o mercado e clientes) e imagem percebida (forma como os consumidores realmente veem a sua marca). A reputação da empresa vai depender da forma como os seus clientes enxergam a organização. No entanto, existem algumas ações e posicionamentos de marketing – que podem ser previstos em um planejamento estratégico – que podem induzir os consumidores a olhar para os pontos positivos que você deseja destacar.

Dentro do que chamamos de comunicação integrada, uma das formas de fazer isso é trabalhar o seu público interno. A palavra ‘mágica’ é Endomarketing – que de mágico mesmo não tem nada. Endomarketing é uma prática corporativa que adapta estratégias e elementos do marketing tradicional para o público interno de uma empresa. Por lidar com o quadro de funcionários, as ações estipuladas afetam, direta ou indiretamente, os recursos humanos e a relação entre os colaboradores.

Essas ações de marketing institucional dirigidas ao público interno visam estimular o ambiente dentro da organização, motivando as pessoas, aprofundando o compromisso com a empresa e fortalecendo os laços internos. O objetivo final é conquistar bons resultados mercadológicos, econômicos, administrativos e humanos.

Conheça alguns exemplos de ações de endomarketing que você pode adotar em sua PME.

Comunicação interna: é possível criar canais de comunicação, em uma via de mão dupla (na qual a empresa fala e também escuta o colaborador). Alguns veículos comuns são os boletins informativos, mural, jornal interno e intranet.

Pesquisa de satisfação ou de clima: costuma ser realizada semestral ou anualmente e permite que os sócios avaliem o clima organizacional da empresa, pontuando falhas na comunicação ou potenciais problemas com seus funcionários.

Eventos e iniciativas de integração: happy hours e festas pontuais, como as de final de ano, são alguns dos casos mais comuns. No entanto, a empresa pode ir além e criar grupos que tenham a intenção de desenvolver algo ausente ou complementar aos objetivos corporativos. Exemplos: grupo de estudos, para promover o aprendizado coletivo e o trabalho colaborativo; grupos de corrida ou de exercício coletivo, para estimular o sentimento de ultrapassar obstáculos; grupos de auxílio a entidades carentes ou de reciclagem, para incentivar a colaboração e o pensamento sustentável e social. Esses são apenas alguns dos exemplos mais comuns que podem e devem ser personalizados de acordo com a organização, seus valores e perfil dos funcionários.

Palestras/eventos motivacionais: em momentos pontuais, como fusões, ampliação da empresa e até mesmo início de ano, as palestras motivacionais funcionam como um “plus” na hora de motivar seus funcionários a crescer ou focar em um projeto.

Benefícios extras: além de vale alimentação, transporte e assistência médica e odontológica, existem outros benefícios que podem ser oferecidos aos colaboradores, especialmente em startups e nas pequenas e médias empresas. Dependendo do perfil da sua organização, home office, vale-academia ou convênio com alguma próxima ao local de trabalho, horário flexível e espaço para pets ou crianças pequenas são algumas opções interessantes para serem adotadas. Isso estimula a qualidade de vida e permite uma flexibilidade na vida pessoal que fará toda a diferença na forma como seus funcionários o enxergam.

Vale lembrar que nada disso funcionará se o intuito de motivar os colaboradores não for real. Logicamente, a ideia é trazer mais qualidade para a rotina para que ele trabalhe e produza melhor. No entanto, as pessoas sabem quando estão sendo manipuladas e quando recebem uma oportunidade idônea.

Em resumo, ao comunicar corretamente os valores da sua empresa, motivar seus funcionários e estabelecer ações que estimulem o sentimento de pertencimento à organização, você estará fomentando fãs naturais da sua marca. E os funcionários são alguns dos melhores porta-vozes que uma empresa pode ter. Fica a dica.

fonte: Pensando Grande

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *