20 técnicas matadoras de marketing digital para sua empresa

Boas práticas de marketing digital podem trazer resultados expressivos já no primeiro mês

  1. 20 técnicas matadoras de marketing digital para sua empresa




O marketing digital tem ganhado a atenção de empresas de todas as áreas e tamanhos. Até mesmo negócios que pouco tem a ver com o ambiente online, chegam à conclusão de que a presença no mundo digital pode gerar resultados poderosos.

Na última edição do RD on the Road, evento itinerante da catarinense Resultados Digitais, o diretor de conteúdo da empresa André Siqueira passou 20 dicas de marketing digital para aplicar em sua empresa em um mês.

1. Suba vídeos direto no Facebook: Faça o upload de vídeos diretamente na página de sua empresa no Facebook ao invés de publicar um link do Youtube, por exemplo. A prática aumenta o alcance de suas publicações na rede social.

2. Utilize os conhecimentos do Facebook a seu favor: A rede social sabe o que está acontecendo com você, o que você faz, do que gosta e muito mais do que você imagina. E também conhece o seu cliente. Utilize as preferências para segmentar seus posts e anúncios.

3. Use o Linkedin para gerar a listas de e-mails: Caso sua empresa ainda não tenha uma página no LinkedIn, crie uma. Se ela já tiver, você pode gerar uma lista de e-mails a partir dos usuários que a seguem e utilizá-la como e-mail marketing.

4. Aproveite suas listas de e-mails também no Facebook: Nem sempre é válido acionar uma lista de e-mails através do e-mail marketing. Uma alternativa menos invasiva de entrar em contato com sua base é patrocinar um anúncio no Facebook exclusivamente para os donos desses endereços de e-mail.

5. Faça ‘dark posts’ com ofertas especiais para cada tipo de cliente: Segmente seus anúncios no Facebook de acordo com o público que você quer atingir. Utilizando o ‘dark post’, você pode fazer um anúncio segmentado e ocultá-lo de sua linha do tempo.

6. Tem muitos fãs? Anuncie para quem ainda não é ‘lead’: Utilize a segmentação de anúncio no Facebook para atingir usuários que curtiram sua página mas ainda não são seus cliente. È comprovado que esta forma de adquirir novos clientes no Facebook é 45% mais barata que outras.

7. Utilize comentários próprios do Youtube: Durante a exibição do vídeo de sua empresa no Youtube, utilize comentários que aparecerão em caixas de texto durante e ao final do vídeo para redirecionar o usuário a outros conteúdos relacionados.

8. Siga seus clientes nas redes: Seguir clientes nas redes sociais permite que a sua empresa crie novos canais de contato com uma interação diferente. Ele vai se sentir valorizado e provavelmente seguirá a página da empresa de volta.

9. Use Twitter Cards: Segundo dados do próprio Twitter, tweets que contenham imagens ou outros tipos de Twitter Cards como enquetes, vídeos e etc, são expressivamente mais efetivos e alcançam um número maior de usuários.

10. Insira botões para Twitter: Facilite a vida do usuário na hora de compartilhar alguma frase de efeito dentro de uma publicação no site da sua empresa. Separe trechos emblemáticos de textos e adicione o botão ‘tuíte essa frase’. O compartilhamento de seu material na rede social pode gerar mais tráfego para seu site.

11. Faça um pente fino em seu site: O básico funciona melhor do que muita gente acredita. Faça periodicamente uma revisão de erros de programação, imagens cortadas e ajustes de tamanhos de texto.

12. Faça um trabalho de links internos: Avalie o que vale a pena e coloque um bom número de links para suas páginas. Procure sempre linkar conteúdos relacionados e que podem incrementar a experiência do usuário que está navegando no seu site.

13. Crie conteúdo relacionado à empresa: Crie conteúdo que tenha relação com o produto ou serviço oferecido pela empresa. Podem ser textos explicativos, dicas de atuação no mercado ou pesquisas sobre o segmento.

14. Invista no comarketing: Procure fazer parcerias com empresas que conversam com o mesmo público, produzindo material em conjunto e dividindo os resultados.

15. Utilize o e-mail marketing para conversar com o usuário: Deixe claro para o usuário como será a prática do e-mail marketing. Converse com o cliente, para evitar a rejeição aos e-mails.

16. Não venda a descrição, venda a transformação: Ao invés de gastar tempo e dinheiro explicando os detalhes de seu produto, deixe claro qual é o problema que o usuário resolverá com ele.

17. Segmente sua oferta, mesmo que a oferta seja a mesma: Você pode oferecer o mesmo produto ou serviço de forma diferente para seu público, caso dentro dele haja clientes em estágios diferentes de consumo. Trate o consumidor que acaba de entrar em contato com sua empresa de uma maneira, e aquele que já está habituado com as práticas dela de outra.

18. Converse com clientes inativos: Entre em contato com clientes inativos e descubra porque deixaram de consumir seu produto ou serviço. Assim, você poderá melhorar a experiência das pessoas e fidelizar seus clientes. É mais vantajoso ter uma base menor, porém engajada.

19. Use a página de agradecimento para dar o próximo passo: Quando o usuário consumir seu produto de fato, exiba uma página de agradecimento. Isso irá melhorar a percepção de satisfação do cliente, além de abrir a possibilidade de sua empresa indicar o próximo passo.

20. Adote o Live chat: O chat deixa o usuário mais confortável e encurta a distância entre cliente e empresa.

fonte: Revista PEGN

Para Completar

7 práticas que queimam o filme da sua empresa nas redes sociais

A presença de uma marca nas redes sociais nem sempre traz bons resultados para a empresa. Ao invés de se aproximar e estreitar a relação com o público-alvo, um trabalho mal feito é capaz de afastar possíveis clientes do seu negócio.

Segundo Lidiane Faria, coordenadora de mídias digitais da Faculdade Cásper Líbero, engana-se quem pensa que administrar perfis nas redes sociais é um trabalho que qualquer um pode fazer. “Em primeiro lugar, é importante que exista a reflexão dos gestores da empresa sobre a presença da marca nas redes sociais, porque exige muito trabalho. Empresas escorregam e cometem erros quando tentam prestar esse serviço por conta própria”, afirma.

Confira as práticas selecionadas pela especialista que podem fazer com que sua empresa perca clientes nas redes sociais:

1. Ser grosseiro com clientes ou em reclamações: Nos casos em que a audiência se manifesta negativamente, evite o bate-boca público. Peça um contato pessoal (seja por telefone ou e-mail) e trate em particular. Em último caso, quando há grande visibilidade, publique uma nota de esclarecimento – mas lembre-se, esta publicação também impactará pessoas que às vezes nem sabiam do caso.

2. Excluir comentários e fingir que nada está acontecendo: Um cliente insatisfeito é capaz de passar a noite em claro e mobilizar toda a família para bombardear perfis nas redes sociais com reclamações. “Não exclua comentários sem analisar corretamente a situação. Se você tem uma situação crítica, resolva rapidamente”, diz Lidiane.

Em todos os casos, é importante prestar atenção no que os clientes têm a dizer. “Leia com calma cada recado do seu público, receba como um presente e tente melhorar cada vez mais seu trabalho. Agradeça também os elogios, afinal, redes sociais são feitas de pessoas e ideias”, afirma.

3. Confundir as contas: Perfil pessoal é uma coisa, página profissional é outra. O posicionamento político, a religião ou o time do coração do dono da empresa não precisam ser publicados nos canais da empresa. Você pode ficar mal com os que não torcem para o mesmo time.

4. Publicar sem planejamento: Reserve algumas horas da semana para pensar em conteúdos, temas e formatos de materiais para redes. Prepare um guia de boas práticas sobre sua marca e inclua também o trabalho digital. “Ao delegar o trabalho de mídias sociais, seja para uma empresa ou para um funcionário, ele saberá claramente quais são as diretrizes da empresa e onde deseja”, diz.

5. Abusar de conteúdos que não tenham relação direta com seu negócio: Encher a página de gatinhos e frases engraçadas possivelmente resultará em muitos likes e compartilhamentos, mas não vai necessariamente ajudar a vender mais produtos. Entregue conteúdo de qualidade e soluções que façam a diferença no dia a dia dos seus clientes.

“Se você vende uma máquina industrial, por exemplo, uma dica é publicar um passo a passo sobre como aumentar a produtividade com alguns depoimentos de clientes satisfeitos”, diz.

6. Copiar conteúdos de outras empresas sem autorização: Plágio é crime e está previsto no Código Penal Brasileiro. A Constituição Federal também garante o direito à propriedade. Portanto, pense bem antes de usar uma imagem ou conteúdo que não são seus.

7. Ter uma postura contraditória: Tenha uma comunicação coerente e entenda que todos os seus passos serão vistos pelos clientes. “Não adianta ter uma loja com posts divertidos no Facebook e um atendimento péssimo pessoalmente. O fã que quiser conhecê-lo, pode não voltar nunca mais. E o pior: falará mal, registrando sua reclamação nas redes”, diz.

fonte: Revista PEGN

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *