10 aplicações de chatbot que serão destaque em 2018

O futuro é agora e os chatbots a cada dia mais tomam contas das empresas. A automação já é realidade e é um salto em seu plano de negócios e em sua estratégia de marketing digital. Estes agentes virtuais provavelmente serão a parte da tecnologia mais aceita pelas empresas pois todos entendem sua utilidade. Além disso, eles podem aproximar nossa vida ao ponto em que todas as coisas redundantes podem ser solucionadas por eles.

Lá fora o assunto é abordado há bem mais tempo. A ideia existe desde os anos 60 e o caso de maior destaque começou em 2011 com o Wechat, aplicativo de mensagens chinês, que já tem milhões de chatbots desenvolvidos por terceiros. Já houveram alguns casos desastrosos (aqui, aqui e aqui) mas é importante estar atento na “novidade” que ganha rapidamente mais força, ainda mais que o mercado de aplicativos já mostra sinais de saturação.

No Brasil, o assunto começou a ter mais destaque nos últimos dois anos. Mas já se ouve “guru” brasileiro espalhando informação de pesquisas baseadas no comportamento de compra de norte americanos dizendo que o chatbot é a solução para seu negócio, outros profissionais mais experientes e cautelosos, obviamente apoiam o uso dos chatbots, mas aliando a outras ações bem planejadas, afinal, não há chatbot no mundo que melhore seu negócio quando nem a base está bem sólida.

Março/2016 – Opss! + sobre o caso, clique aqui.

De qualquer forma os chatbots estão permitindo que as empresas de todo mundo automatizem processos, simplificando operações com maior eficiência.

Veja abaixo uma lista dos 10 tipos de chatbots que ganharão destaque em 2018, segundo o site Knowstartup:

1. Suporte ao cliente

Responder perguntas frequentes (FAQ) ou fornecer informações simples e oportunas são cenários perfeitos para um chatbot. Um grande peso para o suporte ao cliente é responder os mesmos pedidos repetidamente. Um chatbot pode fornecer respostas corretas, responder diariamente ou mesmo encaminhar dúvidas mais complexas para a uma pessoa do atendimento que está livre.

2. Coletar dados

Os chatbots podem desencadear uma conversa para coletar exclusivamente dados. Com regulamentos e termos mudando o tempo todo, os chatbots podem entrar em contato com os clientes para pedir os dados necessários para que o banco de dados da empresa permaneça sempre atualizado. Mensageiros instantâneos (bate papos) em particular são um meio poderoso para que as empresas atinjam os clientes em seus canais existentes. Chats ou mensagens podem ser menos invasivas que um telefonema e requerem apenas alguns segundos para serem concluídos.

3. Cuidados com a saúde

Quem nunca sofreu em uma fila na espera de uma consulta médica? Os sistemas de saúde estão longe de ser tão eficiente para atender prontamente as pessoas na medida que elas precisam deles, mas a inteligência artificial pode desempenhar um papel fundamental na sua solução. Os especialistas dizem que o sistema (AI) pode analisar todos os dados coletados e prever algumas doenças, e eles fazem isso com maior precisão que o médico.

Um fator importante para curar uma doença é detectar isso a tempo no entanto, devido aos tempos de espera, as pessoas evitam ir ao médico. Mas e se um bot pudesse detectar que você está doente lhe fazendo perguntas muito simples, analisando todo seu histórico médico e prescrevendo imediatamente o tratamento se for algo menor ou mesmo encaminhando você a um especialista para um diagnóstico mais preciso. Tudo isso sem interromper sua rotina diária ou até mesmo perto de um hospital.

4. Instrutor personalizado

Chatbots poderão mudar drasticamente a maneira como você alcança seus objetivos. A inteligência artificial será usada tanto para entender quem é você, quanto para adaptar suas tarefas à sua singularidade e fornecer informações úteis sobre como atingir os objetivos que você definiu.

Em vez de fazer uma lista de tarefas para alcançar um objetivo na semana, basta informar ao chatbot onde deseja estar. Deixe a engenharia reversa da inteligência artificial te indicar a melhor maneira para chegar lá, levando em consideração quem você é.

5. Concierge

Um chatbot de concierge pode rapidamente executar tarefas contextuais e repetitivas. Por exemplo, algo como planejar itinerários de viagem exige apenas que o bot faça algumas perguntas curtas. Um chatbot concierge “inteligente” pode requisitar solicitações passadas para fornecer ações rápidas, como “Você quer reservar o habitual? Chatbots concierges podem coordenar a ação entre vários usuários, ao simplesmente perguntar a cada participante suas preferências, o chatbot é capaz de encontrar o intervalo de tempo mais apropriado para todos.

6. Vendas

As equipes de vendas podem aproveitar os chatbots pois são ideais para venda cruzada. Por exemplo, uma pessoa do atendimento digital pode iniciar uma conversa entre um cliente existente para oferecer um amplo pacote de dados, assinaturas de ofertas de parceiros ou outros produtos que se encaixam em seu perfil. Em conjunto, um chatbot poderia participar do processo de vendas gerando leads para a equipe de vendas. Chatbots podem fornecer informações iniciais a um cliente potencial e, assim que determinado nível de interesse é detectado, o bot pode direcionar a liderança para um vendedor ou para uma página de destino dedicada.

7. Notícias personalizadas

Os agregadores de notícias foram indiscutivelmente a primeira experiência de chat que a maioria dos consumidores teve. O futuro dos chatbots de notícias está em uma personalização altamente segmentada. Isso vai além da simples reunião de notícias de interesse (“Quero notícias sobre tecnologia, Reino Unido e música rock”). A notícia do futuro saberá quando estamos tendo uma pausa no trabalho, quando estamos viajando em algum lugar e precisamos de notícias locais, quando desviar para as ordens do usuário para entregar notícias sensíveis ao tempo.

No futuro, e se você conseguisse um artigo sobre uma decisão política recente, mas não pode entender um termo legal específico. Pergunte ao chatbot!

8. Assistente pessoal

O assistente pessoal é o chatbot mais intensivo de AI, que é capaz de não só compreender conversas abertas, mas também compreender o contexto. Infelizmente, este caso de uso está fora do alcance da maioria das empresas e atualmente está sendo abordado por gigantes tecnológicos.

9. Envolvimento do usuário

Os chatbots são considerados como o recurso novo deve ter, e é por isso que você pode ter percebido como de repente eles aparecem em muitos sites que você visita. A idéia é que eles aprimoram a experiência do usuário simplificando a navegação dentro do site. Em vez de passar o tempo procurando no site ou filtrando os produtos ou navegando para as informações que você precisa, você pode perguntar diretamente ao bot. Isso economizará tempo ao usuário, reduzirá as taxas de rejeição e aumentará os níveis de engajamento.

10. Banco

Os dados financeiros podem ser complicados para muitos usuários, então a idéia é transformar isso em idéias compreensíveis e fáceis de serem atuadas pelos clientes. No setor financeiro, eles consideram os chatbots como a próxima grande coisa, eles serão capazes de fazer coisas como ajudar a planejar o pagamento da sua conta, mostrando informações sobre seus hábitos de gastos ou dando dicas de investimento.

Para Completar

Como desenhar conversas para chatbots?
Chatbots: como a sua marca se comporta em uma conversa?
Chatfuel
Motion.ai
Top 6 Chatbot Design Elements to Consider
Facebook Messenger UI Kit for Chatbots Sketch Resource

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *