Os preços milionários (ou irrisórios) de 8 logos icônicos





O que faz um bom logotipo? Alguns dos mais icônicos símbolos de empresas foram criados por renomados estúdios de design a preços milionários. Outros da mesma lista foram gerados por acaso, ou vendidos a preço de banana.

Entre as escolhas de cores, tipografia, peso e identidade, as marcas têm muitas escolhas a fazer – e uma margem pequena para acertar na mira. Isso justifica os investimentos hiperbólicos, mas não são poucas as vezes em que o resultado chega numa tacada de sorte. Confira nas fotos quais os valores por trás da origem de 8 logotipos famosos.

Pepsi

Quanto: 1 milhão de dólares.

Em sua história, o logo da Pepsi já passou por diversas mudanças. O mais novo redesign do refrigerante foi assinado pelo Arnell Group, famosa empresa de design e criação de marcas, em 2008. Além do valor milionário pago aos criadores, mais algumas centenas de milhões de dólares foram empregados para trocar as identidades da marca em produtos, sedes e ações promocionais.

Coca-Cola

Quanto: Nada

O famoso logo da Coca-Cola foi criado por Frank Mason Robinson, em 1885. Na época, Mason era escriturário de John Pemberton, o criador da bebida, e teve a ideia de fazer o logo com a letra cursiva – uma fonte chamada Spencerian Script, desenvolvida no meio do século 19. A sugestão foi incorporada sem nenhum pagamento à Robinson.

British Petroleum

Quanto: 211 milhões de dólares.

Redesenhado no ano 2000, o logo da British Petrol custou um bom orçamento. A multinacional de petróleo e gás queria um novo conceito para a marca, depois de passar anos usando o escudo com as iniciais da empresa como logotipo. O novo logo, conhecido como “Helios”, o deus do Sol na Grécia Antiga, representaria a energia dinâmica em todas as suas formas.

Google

Quanto: Nada

Tudo fica mais fácil quando um dos próprios fundadores é quem desenha o logo, certo? Criado em 1998 por Sergey Brin, o símbolo sofreu algumas alterações ao longo do tempo, mas o conceito original ficou intacto. O redesign mais recente da empresa data de 2010.

Nike

Quanto: 35 dólares

Um dos logos mais icônicos da história foi criado por Carolyn Davidson em 1971 por apenas 35 dólares. Davidson criou o conceito enquanto ainda era estudante de design da Universidade de Portlandia. Comenta-se nos bastidores que em 1983 a artista recebeu da Nike um anel de diamantes com o símbolo e algumas ações da companhia com valor secreto.

NeXT

Quanto: 100 mil dólares

Após sua saída da Apple, Steve Jobs fundou a NeXT em 1985. Criadora de um sistema operacional próprio e mais tarde reabsorvida pela Apple, o logo da empresa foi encomendado ao renomado designer Paul Rand. Ele era o responsável pelo design de muitos cartazes e identidades corporativas, incluindo os logotipos da IBM e da ABC.

BBC

Quanto: 1,8 milhão de dólares

A história dos logos do canal remonta à 1960, quando um brasão de armas era usado como símbolo da rede. A versão mais recente foi assinada pelo designer britânico Michael Peters em 1997. A ideia, segundo o criador, era criar um logo forte que nunca mudasse, não importa a mídia onde estivesse veiculado – na TV, na internet ou em meio impresso.

Twitter

Quanto: 15 dólares

O passarinho azul mais famoso do mundo surgiu a partir de uma simples imagem de banco de dados, ao preço de 15 dólares. O artista que a assinou, Simon Oxley, deve ter recebido pouco mais de seis dólares pelo direito de uso. O logo foi sofrendo pequenos ajustes e para criar sua versão mais recente, divulgada em 2011, a empresa contratou um ex-designer do Google.

autora: Mirela Portugal
fonte: Exame Marketing

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *