Dicas para uma impressão perfeita.

Máquinas Imagesetters (que produzem fotolito a partir do computador) são muito exigentes. Qualquer erro ou esquecimento com certeza comprometerá o resultado. Estes equipamentos trabalham utilizando a linguagem de descrição de página conhecido por PostScript. Portanto, mesmo que determinado arquivo, impresso em sua impressora a jato de tinta aparente estar OK, pode ser que alguns elementos se percam quando o mesmo arquivo for processado em PostScript. Para evitar maiores transtornos, e certificar que o resultado final esteja dentro do que você esperava, listamos abaixo algumas dicas que, se seguidas corretamente, produzirão um trabalho perfeito.

Arrumação do Arquivo Para o Envio a Gráfica

– Procure utilizar programas adequados para o tipo de trabalho ou processo de impressão utilizados. Ex.: Word/Excel/Power Point/Publisher não são aplicativos adequados para Offset.

– Procure sempre ajustar o tamanho do papel ao trabalho, pois o fotolito irá respeitar esses formatos para calcular a saída necessária; sendo maior que o necessário teremos desperdício de material.

– Elimine todos os elementos que não pertencem à página, como linhas de apoio e imagens não utilizadas colocadas fora da área efetiva da página. Estes elementos podem causar erros na hora de processar os arquivos. Não cubra elementos não desejados com boxes brancos ou coloridos. Apague-os. Todo elemento de arte não sangrado deverá respeitar uma distância mínima de 5 mm nas laterais, pé e cabeça da página. Se esta regra não for obedecida os textos e imagens além dessas margens de segurança poderão ser cortados no processo de acabamento da publicação. Se os elementos de arte ou imagens forem sangradas será necessário prever uma margem de segurança de no mínimo 3 mm além da linha de corte.

– Não mande arquivos com páginas em branco ou com páginas que não devem ser impressas.

– Não use espessura de fios “Hairline”, eles ficaram quase invisíveis a uma resolução acima de 1200 DPI, utilize .3 para fios finos.

– Lembre-se de sangrar seus arquivos.

– Acrescente um arquivo TXT para registrar todas as informações necessárias. Isso evita contradições verbais.

– Deve ser entregue junto ao trabalho uma prova FINAL (Boneco), pois só assim poderemos analisar a saída do fotolito, e se necessário corrigir eventuais problemas.

– Evite a compactação de arquivos ( não use a compressão LZW nas imagens no Photoshop). Os processos de compactação e descompactação podem danificar ou alterar o conteúdo dos arquivos.

– Evite usar o compactador padrão do Windows (DRVSPACE). Use sempre Winzip.

Cores

– Nunca se baseie nas cores geradas pelo monitor com a impressão. Além de cada monitor ter a sua calibração, as cores são reproduzidas em RGB, já na impressão as cores são reproduzidas em CMYK.

– Evite especificar cores Pantone, procurando sempre convertê-las para cores de quadricromia (CMYK), a não ser que sejam realmente cores especiais.

– Tenha cuidado especial com texto em preto produzidos no Corel Draw, pois estando em RGB a cor será convertida em CMYK, produzindo uma sobreposição indesejavel das quatro cores no texto, o que dificulta a impressão e posteriormente a leitura do texto.

Fontes

– O material deve vir acompanhado de suas respectivas fontes. Sempre envie as fontes de tela (.pfm) e as fontes de impressão (.pfb), para as fontes Adobe Postscript Type 1, para TrueType envie somente as (.ttf), procure usar sempre fonts Type 1 pois elas dão menos problemas.

– Marcando as opções bold e/ou itálico para fontes pode funcionar para a tela ou impressão em baixa resolução mais quando nós formos imprimir em alta resolução pode não funcionar, você deve ter certeza de que tem a fonte que quer usar e sua respectiva família. (ex. usar Helvetica e Helvetica Bold funciona pois existe esta fonte correspondente, agora usar Futura Black e depois selecionar a opção Bold não irá funcionar pois não existe a fonte Futura Black Bold, neste caso você deve usar a fonte Futura Extra Black).

– A conversão de grandes blocos de texto para curvas pode resultar em arquivos muito grandes e prolongar o tempo de processamento/armazenagem. Procure incluir a fonte utilizada.

Imagens

– Todos os elementos gráficos colocados no trabalho (bitmaps, fotos, vetores , etc…) devem estar em CMYK. Nunca utilize o padrão RGB.

– Os formatos TIFF, TIFF-IT ou EPS devem ser utilizados preferencialmente para imagens. Evite a utilização de formatos como PICT, JPEG, GIF, etc, que utilizam compactação de imagem com perda de qualidade.

– Resolução de imagens: Coloridas e Grayscale (tons de cinza) devem estar sempre em 300 DPI; Lineart (traço) devem estar sempre de 800 a 1200 DPI. Em alguns aplicativos, caso a imagem original esteja em baixa resolução, o ajuste manual para aumentar os DPI’s não representará uma melhora significativa de qualidade.

– Não aplique uma imagem ou ilustração utilizando o Copy e Paste pois ela não irá imprimir corretamente, exporte-a/salve-a no programa original e depois importe-a no outro programa que você precisa.

– Sempre envie as imagens utilizadas para não ocorrerem problemas de links.

– Evite fazer rotações e ampliações/reduções nas imagens importadas nos softwares de paginação (QuarkXPress, Page Maker) e ilustração vetorial ( Corel Draw, Ilustrator, Freehand). Um arquivo que utiliza imagens rotacionadas que demoraria 5 minutos para ser processado, pode demorar até 90 minutos se suas imagens forem rotacionadas nestes softwares. Faça estas rotações e ampliações/reduções em programs de manipulação de imagens (como o Photoshop) pois eles têm recursos mais eficazes para realizá-las, além de garantir uma qualidade melhor na imagem.

– Degradés e blends são operações extremamente complexas. Caso o seu arquivos utilize muitos degradés ou blends, uma dica para facilitar é criar o efeito no programa de ilustração vetorial e exporta-los no formato Tiff , abrir no Photoshop para analizar e salvar novamente em Tiff, aplicando como uma imagem bitmap.

– Ao scannear uma imagem calcule a quantidade de Dpi’s necessários baseando-se na seguinte fórmula: Dpi’s = 2 X LPI’s X FA, onde LPI’s = Lineatura ( para jornais 133 ou 150, para impressão em offset plana de 150 a 175), FA = Fator de ampliação da imagem.

Outro excelente manual
Manual de Normas e Procedimentos para Envio de seu Material – InfoGlobo

autor: Lucasbr
fonte: Webly

Posted in:

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *