Mimimi profissional, uma reflexão sobre uma “inquisição virtual”





Este post é meio que um desabafo/reflexão que quero deixar registrado no blog.

Há semanas atrás fiz um pequeno job de um blog no blogger/blogspot com dicas de compras, como era mais uma “ajuda” do que algo que posso chamar de job, tirei um tempinho cobrei um valor simbólico e peguei um template fiz umas alterações, fiz um logotipo rapidinho e quando estava tudo quase pronto pedi as clientes para que olhassem como funcionava o blog, como o blog/cliente ainda não tinha uma conta cedi minha conta a elas para que elas pudessem mexer no blog até que ele fosse lançado e obviamente elas com a conta delas pudessem começar a postar, até ai tudo muito natural, já fiz isso outras vezes quando a pessoa não tem conta no blogger, cheguei a ver alguns posts publicados diretamente no twitter e inclusive dei RT em um usando uma conta minha para ajudar de alguma forma na divulgação até então achava que elas já estavam postando com a conta delas já que eu tinha falado sobre isso a elas….Neste meio tempo outro job bem mais interessante e desafiador entrou e me ative mais a este já que as clientes deste blog não entravam em contato…

Hoje de tarde entrei no Facebook quando me deparei com uma mensagem em minha fanpage.

Olá aconteceu algo muito chato, criaram um blog, página no facebook e twitter utilizando as dicas do grupo.
Inclusive postando fotos sem autorização dos membros.
Fotos com o rosto das pessoas etc.
E isso como sabemos é crime!
Revirei o tal blog e vi que é parceiro da sua empresa, precisamos da sua ajuda para conseguir resolver este problema, você pode nos ajudar?
Se você não puder, tudo bem, temos como recorrer ao blogspot, facebook e twitter, rastrear o IP de quem criou as páginas, etc, mas devido ao grande alvoroço que se instalou no grupo gostaríamos de contar com sua ajuda.
Obrigada!

Além disso na fanpage do IFD uma senhora com um comentário totalmente sem nexo falando de diretos de imagem, 3 loucas esbravejando pelo twitter e eu sem entender NADA, já que NENHUM contato até então tinha falado nem o nome do blog, tudo que passaram veio pela metade como se eu tivesse a obrigação de ter o dom da vidência, e lá fui eu ver o que tinha acontecido …. As “clientes” acabaram postando no blog usando minha conta porémmmm as postagens continham imagem de um grupo fechado que ao que me parece não autorizavam a reprodução do conteúdo de lá e os membros não tinham autorizado o uso das imagens no blog. Todas as postagens tinham meu nome vinculado e adivinhem? no tal grupo a “inquisição virtual” tinha sido armada, meninas enloquecidas querendo saber quem era e logicamente não precisava ser nenhum HACKER pra descobrir o nome do autor das postagens e então o circo foi armado no grupo, até uma garota que tive desavença num forum de beleza, o 2Beauty, anos atrás mandou uma mensagem em off para uma das administradoras do grupo afirmando que o blog era realmente meu, inclusive ela pediu para não ser mencionada (como se eu não soubesse quem fosse, MB adora um fuxico, por isso a cada dia está mais bonita e com a vida próspera), provavelmente ela com sua inteligência absurda viu um post num twitter meu indicando o blog e já achou que era meu, outras meninas, enfurecidas postando “brigas” minhas encontradas pelo google afora e outra citando a mesma desavença que tive com a tal moderadora fuxiqueira, coisas de mais de 3 anos atrás estavam sendo colocadas em algo que não tinha nada a ver com o ocorrido… como disse, a própria “inquisição virtual” envolvendo meu nome e por tabela a IFD.

O que achei interessante que este post que denunciava o tal blog com postagens com imagens não autorizadas que tinham meu nome veiculado, tinha até quando vi, uns 800 comentários e INCRIVELMENTE de APENAS SEIS pessoas que se manifestaram diretamente a mim destas só DUAS pessoas de lá entraram em contato diretamente comigo por mensagem privada no Facebook, uma pela fanpage e outra pelo perfil pessoal que se demonstrou disposto em ajudar a retirar meu nome vinculado daquele blog. Me ative mais a pessoa que entrou em contato comigo pela fanpage pois ela era uma das administradoras do grupo, e achei que ela seria a mais sensata e indicada para esclarecer sobre o assunto (me enganei – rs) conversei com ela praticamente o dia todo tentando explicar o ocorrido mesmo sabendo que uma pessoa leiga não entenderia o porque um cliente pode por ventura usar a conta da pessoa que está trabalhando para ele.

A administradora que eu estava conversando numa tentativa frustada a todo momento queria o nome das clientes, chegou ao cumulo de falar “se você é adminstradora do blog deleta tudo” e até mesmo em tom de ameaça com letras garrafais dizendo que se eu não revelasse o nome das clientes teria consequências a IFD, mas depois que eu sugeri a ela um processo sobre danos morais ela mudou o tom da conversa, percebi DESTA administradora do grupo uma mistura de querer achar o culpado não para resolver o problema e sim dar continuidade a esta “inquisição virtual”. Meu foco desde que soube do problema foi resolver o fato do cliente vincular meu nome indevidamente a postagens com fotos alheias sem autorização, orientei as clientes da melhor forma que pude e evitei uma “inquisição virtual” maior ainda, coisa que domina não só aquele grupo mas principalmente pessoas que não tem muito o que fazer que povoam a internet.

Depois da tentativa de explicar o ocorrido para a administradora e mesmo banida do grupo eu continuo com acesso ao que estavam/estão escrevendo, me vi surpresa como o número de pessoas que querem ver o “melado escorrer” é BEMMM maior do que as que querem de fato resolver o problema, no caso, retirar as imagens usadas indevidamente. Seria este comportamento do grupo reflexo da postura da própria administração? Acho bem provável, pela postura voluvél da administradora com quem conversei o dia todo, uma hora demonstrando que queria resolver o ocorrido das imagens sem autorização de forma adulta e a maior parte de certa forma insistindo em saber o nome das clientes como se o que tinha ocorrido de fato não poderia ter acontecido.

As clientes foram erradas e prontamente removeram as postagens ao longo do dia dentro do tempo que elas tinham para tal, meu nome não está mais atrelado as postagens deste blog, uma nota de esclarecimento foi colocada no tal blog me isentando do que ocorreu, no que pude esclarecer o fato junto a pessoa da qual achei que seria “responsável” e “madura” o suficiente em compreender o ocorrido do grupo eu fiz e sim, as clientes foram preservadas, mesmo eu lendo outro ABSURDO desta administradora do grupo perguntando se eu tinha “gostado” de ler tudo que escreveram de mim e se tinha valido a pena eu me “queimar” por causa das minhas clientes. Nestas horas que eu vejo a diferença entre um profissional pra um leigo que está mais interessado em ver o circo pegar fogo do que resolver o problema.

Postado em: