Jargões Profissionais





Jargões são palavras, frases ou abreviações usadas por um grupo de pessoas, mas que não são bem conhecidas fora deste grupo.

Estes grupos de pessoas podem ser profissionais de um mesmo setor da economia, de uma determinada profissão ou de uma empresa específica.

Para exemplificar cada caso, vamos tomar um dos projetos que gerencio no setor de mineração:

Jargão da empresa: um agrupamento de processos minerais que tem o mesmo objetivo de pesquisa é chamado apenas de TG (o termo completo é Technical Group)
Jargão da indústria: para saber se a pesquisa foi realizada com controles e padrões reconhecidos internacionalmente simplesmente nos perguntam “Você tem JORC?” (refere-se ao Joint Ore Resources Commitee, da Austrália)
Jargão dos profissionais: uma determinada formação geológica é chamada por nossos consultores em geologia de “Chapéu de Ferro”, ainda que não seja um termo tecnicamente exato

Usar jargões pode trazer diversas vantagens. Em especial, pode facilitar a comunicação e o entendimento. Pode ser usada para equalizar a compreensão de conceitos, além de aproximar pessoas durante o processo de comunicação (passam a se considerar da mesma “tribo”).

No entanto, também existem desvantagens. Usar jargões erroneamente pode fazê-lo parecer arrogante, atrapalhar a comunicação e causar muita confusão.

É importante saber quando usar ou não usar jargões, e a seguir listo algumas “boas práticas” com este objetivo:

  • Como regra geral, somente use jargões quando tiver certeza de que sua “audiência” conhece bem o jargão.
  • Evite o jargão quando existirem outros similares que possam causar confusão.
  • Um mesmo termo pode ser compreendido de forma diferente por profissionais da mesma área, mas que possuem outras práticas ou cultura de comunicação.
  • Ao falar um jargão, tenha cuidado especialmente com abreviações, já que os sons podem ser muito parecidos.
  • Em documentos, verifique se não há restrições legais ao uso de jargões. Imaginem os tipos de disputas legais que podem ser geradas por jargões mal compreendidos.
  • Usar jargões com um público que não o conhece pode transmitir uma imagem de arrogância e prepotência.
  • O último item é ainda mais crítico em sua comunicação com superiores na empresa.
  • Evite tentar forçar o jargão de sua empresa para clientes e fornecedores.
  • Em documentos, adote a prática de usar um glossário para não deixar dúvidas quanto ao significado dos termos.
  • Ao lidar com interlocutores de outros países, verifique se a terminologia que você usa se aplica a aquele país. Isto vale mesmo que sejam termos em inglês, já que alguns países são influenciados pelo inglês britânico e outros pelo americano.


autor:
Luiz de Paiva
fonte:

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *