5 qualidades essenciais para quem deseja trabalhar em casa

  1. 5 qualidades essenciais para quem deseja trabalhar em casa




Trabalhar em casa é um sonho para muita gente. Quem adere ao home office não precisa se locomover até o escritório, o que já garante mais tempo de sono e menos gastos com transporte. Tampouco é necessário vestir algo formal para trabalhar. Aliás, dá para passar o dia todo de pijama.

No entanto, não é todo mundo que consegue se adaptar a essa rotina. De acordo com Jayson DeMers, empreendedor e colunista do site da revista “Entrepreneur”, o trabalho em casa também tem seu lado negativo. Para minimizá-los, os empreendedores devem ter certas qualidades – ou se esforçar para adquiri-las. Saiba quais são elas.

1. Automotive-se

Quem trabalha no escritório fica em contato, a todo momento, com os colegas de trabalho. Ao enfrentar algum desafio, um subordinado (ou o chefe) pode conversar com alguém, em busca de uma palavra amiga e de um pouco de motivação. Em casa, por outro lado, não haverá ninguém.

2. Seja comunicativo

Parece paradoxal, mas não é. Por mais que quem adote o home office trabalhe sozinho, a comunicação é necessária, seja por telefone ou e-mail. Por isso, esforce-se para se comunicar de maneira clara e sucinta.

Na hora de escrever uma mensagem, cuidado redobrado: pode ser que o interlocutor entenda algo diferente do que você quis dizer. Por isso, elimine ambiguidades e frases que possam parecer uma “indireta” a alguém.

3. Saiba solucionar problemas

Problemas sempre aparecem. Quando um “pepino” brota no escritório, é provável que haja mais de uma pessoa para tentar resolver a situação. Em casa, entretanto, só haverá você e nem sempre os outros membros da sua equipe estarão disponíveis para ajudar. Por isso, é crucial que o home officer tome decisões rápidas e assertivas.

4. Seja razoável em informática

No escritório – em empresas maiores, principalmente – há uma equipe de suporte a problemas de informática e TI. Na sua casa, não há ninguém. Por isso, um empreendedor que trabalha de casa deve saber lidar, no mínimo, com ferramentas como o Office, Skype e navegadores de internet. Sem elas, fica muito difícil realizar as tarefas. Lembre-se que uma simples pesquisa no Google pode ser útil para fazer um programa funcionar.

5. Saiba se avaliar

Outro dos “efeitos colaterais” do home office é que feedbacks são raros ou inexistentes. Por isso, o empreendedor deve saber se autoavaliar, reconhecendo pontos negativos e se comprometendo a não repetir os erros cometidos no futuro.

fonte: Revista PEGN

Postado em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *